Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Em grande estilo
BMW Série 8 esbanjo luxo e requinte para elevar a fórmula de um Gran Turismo ao mais alto nível
13:34   02 de Setembro, 2019
32bd332e4ff43fbc7b309603743f40f9.jpg
Foto: Divulgação

por Rubén Hoyo
Autocosmos.com

A BMW decidiu trazer de volta à vida um nome icônico para batizar seu grande projeto de cupê de grande porte. O Série 8 retorna ao mercado após duas décadas de ausência e renasce inspirado quase inteiramente no Série 8 concept, exibido em 2017 no Concorso d’Eleganza Villa d’Este, em Cernóbio, na Itália. A não ser pela frente, menos pontiaguda o que é justificado pelas exigências das normas de proteção aos pedestres e pelos espelhos retrovisores, que eram finos e estilosos e ficaram mais robustos e tradicionais, o Série 8 é basicamente igual ao protótipo. De qualquer forma, as linhas do modelo são cheias de charme e personalidade.
O Série 8 chega para substituir o antigo Série 6 como o gran coupé da marca o atual é um fastback que ficou no lugar do antigo Série 5 GT. Este movimento já havia acontecido anteriormente na gama BMW. O primeiro Série 6, vendido entre 1976 e 1989, veio substituir o CS. Em 1990, o Série 6 desapareceu para dar lugar ao primeiro Série 8, um coupé elegante que incorporou mecânica de 8 e 12 cilindros. E embora nunca tenha havido qualquer dúvida sobre sua beleza ou tecnologia avançada, ela foi descontinuada em 1999 por conta das fracas vendas. Depois de pouco mais de uma década de ausência, em 2003, no meio da Era Chris Bangle, o Série 6 retornou com as estranhas formas que caracterizavam os BMWs da época. O modelo permaneceu em produção por mais duas gerações até hoje.
O Série 8 está disponível em três versões: 840i, 840i xDrive e M850i xDrive, ambos com tração integral. Os dois primeiros têm motor 3.0 turbo de seis cilindros em linha com 340 cv de potência e 51 kgfm de torque. Já M850i xDrive traz o velho e famoso V8 biturbo de 4.4 litros, com 540 cv e 76,5 kgfm, todos associados à conhecida transmissão automática de 8 velocidades. Uma abordagem mecânica usada em praticamente todos os modelos de ponta da marca. No Brasil, apenas a versão de topo, M850i xDrive, é comercializada, ao preço de R$ 799.950.
O Série 8 aproveita todos os recursos tecnológicos disponíveis na marca, como suspensão adaptativa, barras estabilizadoras ativas, modos de condução (Sport, Comfort, Eco Pro e Adaptive), além de muitos elementos de segurança tanto ativo como passivo. No interior, a tecnologia fica bem explícita. A parte central do painel novamente remete ao Serie 8 concept, só que não é tão minimalista. A tela central tem 10,25 polegadas. Os comandos são acionados pelo volante multifuncional, por toque na tela ou através do botão giratório iDrive. Há ainda alguns controles que podem ser executados por gestos, com movimentos da mão, como aumentar ou diminuir o volume e responder ou descartar uma chamada, entre outros. O ar-condicionado automático é de duas zonas, o painel digital de instrumentos de 12,3 polegadas é configurável, há um Head Up Display colorido e o sistema de áudio Harman Kardon traz 16 alto-falantes.
A proposta do Série 8 é oferecer espaço, luxo e conforto para todos os ocupantes da frente, sem importar o tamanho do sujeito. Atrás, faz jus ao conceito 2+2. Mesmo que não seja uma câmara de tortura, o banco traseiro tem espaço limitado para pernas e cabeça e o encosto é desconfortável. Os pequenos bancos traseiros são mais próprios para crianças.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte