Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Juíza analisa pedido de bloqueio de R$ 77 mi de deputado Nininho e Silval
13:28   11 de Setembro, 2019

Antes de decidir pelo bloqueio, ou não, de R$ 77 milhões das contas do ex-governador Silval Barbosa, do estadual Ondanir Bortolini, ‘Nininho’ (PSD) e de mais seis denunciados, a juíza Célia Regina Vidotti, da Vara Especializada em Ação Civil Pública de Cuiabá pediu para que eles apresentem suas defesas preliminares. A decisão é desta segunda-feira (09).
O ex-chefe do Executivo e o parlamentar são acusados de participarem de um esquema de pagamento de propina no valor de R$ 7 milhões, em benefício da empresa Morro da Mesa Concessionária S/A, de propriedade de Nininho.
Também respondem pelo processo, os ex-secretários de Estado Arnaldo Alves de Souza Neto e Cinésio Nunes de Oliveira, os empresários Jurandir da Silva Vieira e Eloi Brunetta e as empresas Morro da Mesa Concessionária e Construtora Trípolo.
De acordo com a magistrada, embora o Ministério Público Estadual (MPMT) tenha apresentado, detalhadamente na ação, os atos desonestos, em tese praticados pelos denunciados, o pedido de bloqueio deve ser analisado com rigor, sob pena de impor aos citados um constrangimento excessivo.
Além de pedir a indisponibilidade de bens dos acusados, o Ministério Público do Estado (MPMT), que é o autor da ação civil por ato de improbidade administrativa, solicita ainda o pagamento de indenização ao Estado por danos morais no valor de R$ 70 milhões. (Feranda Escouto/ Hiper Notícia )

 

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte