Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Vasco reclama de pênalti nos acréscimos e gol anulado no VAR
Na derrota do Vasco por 1 a 0 para o Corinthians, atacante fica na bronca com a arbitragem
13:03   30 de Setembro, 2019
203a1f2f6df0661dbe1c03e6320fc9c4.jpg
Foto: Rafael Ribeiro | Vasco

LANCE!

Na manhã desde domingo, jogando em Itaquera, o Vasco teve uma atuação valente. Bem postada em campo, a equipe de Vanderlei Luxemburgo foi melhor que o Corinthians em vários momentos, e chegou a abrir o placar com o Werley no início do segundo tempo, em lance de bola parada - anulado por impedimento bastante ajustado. Mas algumas barreiras, já conhecidas, atrapalharam o Cruz-maltino na busca por um resultado melhor que a derrota por 1 a 0, válida pela 22ª rodada do Brasileirão.
Com o resultado, o Vasco permanece com 24 pontos, e até o fim da rodada, pode ver cair a diferença de cinco pontos para a zona de rebaixamento.

O Vasco criou pouco ao longo dos 90 minutos e acabou derrotado para o Corinthians por 1 a 0, neste domingo, em Itaquera. Mas nos longos acréscimos da partida - que foi até os 58 minutos do segundo tempo - em busca do empate, o time cruz-maltino ensaiou uma 'blitz' na área paulista. Foi quando Clayton, após erro da zaga alvinegra, invadiu a grande área, caiu em disputa com Fagner e ficou na bronca.

"Eu estava na frente e a bola quicou e ficou alta. Eu dominei ela no peito e tomei uma carga nas costas. Ele é grande e acabou me encurtando. Eu sofri a carga. Eu vou finalizar e me desestabiliza. Eu não consigo fazer o mesmo movimento que iria fazer".
Com o resultado em Itaquera, o Vasco pode ver a diferença de cinco pontos para o Z4 cair. O Gigante da Colina volta a campo na próxima quarta-feira, contra o Santos, em São Januário, em partida atrasada da 21ª rodada.
O técnico Vanderlei Luxemburgo ficou muito irritado com a arbitragem, mas não cobrou apenas o árbitro Ricardo Marques Ribeiro. O treinador também questionou Leonardo Gaciba, presidência da Comissão de Arbitragem da CBF, que, segundo ele, deu uma palestra no clube cruz-maltino na última quarta-feira.
Sobre o desempenho do Vasco na partida, Luxemburgo ressaltou que sua equipe não mudou seu estilo de jogo. Mas voltou a falar sobre a arbitragem.
"Jogamos como Vasco. Tivemos chances de colocar a bola para dentro e não colocamos. Jogamos uma grande partida. Temos que chegar na cara do gol e fazer. O time jogou de igual para igual".

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte