Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Agora, não é uma, mas 41 UNIFLOR no Nortão!
A Faculdade de Alta Floresta conseguiu autorização para ministrar, com Educação a Distância-EAD, o Curso de Pedagogia e Ciências Contábeis
13:52   09 de Outubro, 2019
206f70b07bcb07a204d1d186954b9158.jpg

Prof. Dr. José Antonio Tobias 

Prezada (o) Leitora (or), há mais de quatro anos, em sigilo, nós, isto é, a Comunidade Acadêmica da UNIFLOR trabalhamos a fim de trazer para Alta Floresta e os 41 polos do Nortão, que são 22 municípios, 8 distritos, 10 assentamentos e uma aldeia indígena dos índios Terenas, os benefícios da Educação a Distância-EAD.
Como fruto dessa luta, atualmente, através da Portaria n.º 450, de 3 de outubro de 2019, do Ministério da Educação e MEC, a Faculdade de Alta Floresta conseguiu autorização para ministrar, com Educação a Distância-EAD, o Curso de Pedagogia, assim como, através da mesma Portaria n.º 450, de 3 de outubro de 2019, com Educação a Distância-EAD, o Curso de Ciências Contábeis em cada um dos 41 polos.
De agora em diante, pois, nesses 41 polos, a Faculdade de Alta Floresta tem direito, para sempre, de poder oferecer inicialmente curso universitário de Pedagogia e de Ciências Contábeis com a qualidade e a conhecida tradição da UNIFLOR. Além disso, os cursos a distância da Uniflor são diferentes de todos os outros porque têm sede e investimento em Alta Floresta e no Estado de Mato Grosso e não, como fazem os outros cursos a distância, que tem sede em outros Estados de fora. Para completar, com diploma de EAD igual aos da Uniflor, de Alta Floresta, e aos de qualquer capital do Brasil.
Para esses dois e vindouros cursos de EAD, o MEC exige outra Faculdade além da tradicional Faculdade de Alta Floresta, de cursos presenciais, criada há 24 anos. Em vista disso, pela Portaria n.º 1.513, de 29 de agosto de 2019, foi criada, isto é, credenciada a nova Faculdade de Alta Floresta, com direito de criar cursos a distância-EAD, diferentes da outra Faculdade de Alta Floresta, que tem 24 anos e direito de criar cursos presenciais. Assim sendo, a partir de 29 de agosto de 2019, existem duas Faculdades de Alta Floresta: uma nova, com direito de criar cursos a distância-EAD e a outra, antiga, de 24 anos, com direito de criar cursos presenciais.
Em razão disso, de agora em diante, por exemplo, na cidade de Apiacás, o habitante, interessado em fazer Pedagogia, sem sair de sua cidade nela fará: a) o vestibular de Pedagogia; b) sua matrícula no mesmo curso; c) os quatro anos de Pedagogia; d) enfim, em Apiacás, com o auxilio da internet, realizará tudo de seu Curso de Pedagogia, inclusive suas consultas e a solução de suas dúvidas.

Eis, num mapa, as cinco regiões da Educação a Distância-EAD da Faculdade de Alta Floresta: 1ª. – a Região de Colniza, com 8 polos; 2ª. – a Região de Nova Monte Verde, com 5 polos; 3ª – a Região de Peixoto de Azevedo, com 13 polos; 4ª – a Região de Colíder, com 11 polos; 5ª. – a Região de Alta Floresta, com 4 polos: 

Nessa altura, talvez algum leitor, sobretudo dos cursos presenciais de Alta Floresta, pergunte:
“Mas Prof. Tobias, criando estes e outros vindouros cursos a distância, o Sr. não vai acabar abandonando ou diminuindo sua estima e investimentos para os cursos presenciais da UNIFLOR e do IENOMAT?”
Não! De jeito nenhum. Pelo contrário. Vamos continuar ampliando-os e qualificando-os cada vez mais, como presentemente fizemos com a chegada do Curso de Arquitetura e Urbanismo e com criação de novos laboratórios para a UNIFLOR e o IENOMAT. É como o pai que tem um filho e lhe nasce outro. Cada um terá sua estima e cuidados a seu modo.
Prezada (o) Leitora (or), perante o Ministério da Educação, o MEC assim como perante a Educação a Distância-EAD de Alta Floresta, o termo “polo” quer dizer “escola”. Por isso, de hoje em diante, cada um dos 41 polos do Norte de Mato Grosso, do Nortão é uma escola, isto é, uma UNIFLOR. Daí o motivo do título desse artigo:
“Agora, não é uma, mas 41 UNIFLOR no Nortão!”

Prof. Dr. José Antonio Tobias
Diretor das Faculdades de Alta Floresta

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte