Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Servidores dizem que gravaram vídeos para reunir provas
13:10   08 de Novembro, 2019
2cfaae8bf676573b6bcbabc05a8dd6f5.jpg

Reportagem
Mato Grosso do Norte

Os servidores da prefeitura de Alta Floresta, Anderson Ribeiro, auxiliar de serviços gerais e William Daniel Araújo, motorista na secretaria de Educação, que foram os autores dos vídeos que registraram o troca de pneus e outras peças no caminhão do presidente da Câmara Municipal, Emerson Machado (MDB), na secretaria de Obras da prefeitura de Alta Floresta, concederam entrevistas a Tevê Nativa e ao site Mato Grosso ao Vivo, nesta quinta-feira.  
Anderson disse que fez as filmagens porque o veículo havia sido identificado como particular, de propriedade do vereador Emerson Machado (MDB), e considerou que as trocas de pneus na secretaria de Obras, não seria uma coisa correta.
“Minha dúvida era essa: se realmente estava tudo legal e certo, ou se tinha algo a ser esclarecido. Minha intenção foi de reunir provas. Se a gente que está lá dentro, vê e não fala nada, quem está fora não vai saber nunca o que está acontecendo lá dentro”, disse Anderson.
O servidor disse que não fez questão de se mostrar, apenas registrar o que estava acontecendo, para entender e buscar o que deveria ser feito. “Eu teria que ter uma prova do que estava acontecendo para poder falar. Como funcionário público tenho obrigação de acompanhar e verificar esta situação, a origem dos pneus, e minha intenção seria procurar o Ministério Público. Não pensei em mostrar meu rosto, mas não tive problema algum em me identificar como autor dos vídeos”, observou.
Como teria que sair para executar suas funções na zona rural, Anderson disse que pediu para o colega Wiliam, acompanhar para saber se os pneus realmente seriam colocados no caminhão do vereador. 
William [que está sendo acompanhado por psicólogo por estar abalado emocionalmente] reiterou que seu objetivo ao gravar o vídeo foi saber se estava tudo certo e documentado com o procedimento.
Porém,  disse que a secretaria de Educação tem um estoque grande de pneus e talvez tenha sido por isso que foi solicitado o empréstimo.  “Foi feito uma compra grande de pneus para os ônibus do Transporte Escolar para não faltar pneus durante o período chuvoso. Toda compra é feita com processo licitatório. E na hora do pedido tem que colocar a descrição de placa e em qual veículo será usado. Eu gostaria de ver a nota fiscal da compra destes pneus!”, questionou. 
o servidor observa que tem conhecimento porque trabalhou o ano passado no Departamento de Compras de peças da secretaria de Educação. “Como cidadão, vendo algo errado, tenho que questionar. Está certo colocar pneus num caminhão particular dentro da secretaria de Obras?”, questionou. 
Quanto as retaliações os servidores afirmam que por enquanto não há nada. Inclusive o secretário de Obras, Elói Almeida, teria dito a William que está tudo tranquilo.  Ambos afirmam que estão à disposição da justiça para ajudar a esclarecer o que aconteceu.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte