Jornal MT Norte
Publicidade
Voltar Empresários do agronegócio buscaram R$ 5,2 bilhões em investimentos para MT
O valor significa 12% do total de recursos para o agronegócio disponibilizados em todo o País, que é de R$ 41,43 bilhões
14:29   06 de Janeiro, 2020
0160ebff006588b71319f0704e5dd2ae.jpg

Thielli Bairros | Sedec-MT

Os empresários do agronegócio de Mato Grosso estão investindo em seus negócios e buscaram recursos durante o ano de 2019. De acordo com dados do Banco Central (Bacen), o Estado tomou R$ 5,29 bilhões de investimentos agropecuários de janeiro a outubro. Significa 12% do total disponibilizado em todo o País, que é de R$ 41,43 bilhões.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, reforça a orientação do Governo do Estado de atender aos empresários da área rural para o crescimento e desenvolvimento de Mato Grosso.

“Estamos atentos às demandas do empresariado local e de fora do Estado que busca investir aqui e seguimos o planejamento do governador Mauro Mendes, que é desburocratizar e dar transparência e agilidade aos processos”, explica.

Os agricultores e pecuaristas acessaram especialmente o FCO Rural, recurso do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro Oeste (FCO). A previsão orçamentária anual é de R$ 1,6 bilhão e foram contratados até outubro R$ 1,2 bilhão. Deste montante, R$ 644 milhões são para projetos de agricultura e R$ 633 milhões para projetos de pecuária.

Em relação aos desembolsos, 33,3% foram para maquinários, 26,5% para investimentos em bovinocultura de cortes e 10,8% em armazéns. Houve investimentos na ordem de R$ 85 milhões em energia fotovoltaica no ano de 2019.

Ainda de acordo com o relatório apresentado pelo Banco do Brasil, 56% dos recursos do FCO Rural foram para operações até R$ 100 mil. Apenas 7% acessaram créditos acima de R$ 1 milhão. A grande maioria das operações é feita pelos pequenos e médios produtores rurais de Mato Grosso.

Já para projetos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) foram R$ 159,9 milhões contratados de janeiro a outubro deste ano. Foram realizados 35 contratos até R$ 99 mil, 32 contratos de R$ 100 mil a R$ 500 mil e 32 contratos de R$ 500 mil a R$ 1 milhão.

De acordo com o superintendente de Política da Agricultura e Pecuária da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Eldo Leite Gatass Orro, as operações abaixo de R$ 1 milhão podem ser feitas pelos interessados diretamente no Banco do Brasil. As operações acima de R$ 1 milhão devem passar pela Câmara de Política Agrícola e Crédito Rural (CPACR) da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

Os empresários que quiserem investir na área rural e precisam de crédito do FCO Rural devem procurar o Banco do Brasil e iniciar o processo na instituição bancária.

 

Compartilhe nas redes sociais

COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte