Jornal MT Norte
Publicidade
Aos 57 anos, Carlos Sainz pai vence Rali Dacar pela terceira vez; Fernando Alonso é 13º na estreia
Pai do piloto da McLaren na Fórmula 1 administra vantagem na última etapa do rali mais perigoso do mundo, enquanto bicampeão fica em quarto no último trecho cronometrado
14:23   17 de Janeiro, 2020
37a9851966f8c9479037962b05117507.jpg
Foto: Reuters

Por GloboEsporte.com — Haradh, Arábia Saudita

Com 57 anos de idade, o espanhol Carlos Sainz, pai do piloto de Fórmula 1 Carlos Sainz Jr., conquistou nesta sexta-feira o título da categoria carros do Rali Dacar, disputado pela primeira vez na Arábia Saudita. Após 12 estágios, o competidor da equipe Mini terminou 12 minutos à frente do vice-campeão, o catari Nasser Al-Attiyah, que pilotou uma Toyota. O também espanhol Fernando Alonso, bicampeão da F1, completou seu primeiro Dacar na 13ª colocação ao ficar em quarto na última etapa.

É a terceira vitória de Sainz pai no Rali Dacar - as outras foram alcançadas em 2010 e 2018, com carros de fabricantes diferentes (Volkswagen e Toyota, respectivamente). Bicampeão mundial de rali em 1990 e 1992, o veterano venceu quatro dos 12 trechos cronometrados neste ano. Filho do novo tricampeão do Dacar, Carlos Sainz Jr. comemorou mais uma façanha do pai nas redes sociais.

- Estou muito contente! Agradeço à equipe e aos patrocinadores pelo apoio, e também à minha família, fãs e todos os espanhóis - comentou o novo tricampeão, agora o terceiro maior vencedor do rali mais famoso do mundo, atrás apenas do francês Stephane Peterhansel (sete títulos) e do finlandês Ari Vatanen (quatro).

Já Fernando Alonso, que, apesar de alguns incidentes como uma capotagem, alcançou o objetivo de terminar a prova, tendo um segundo lugar como melhor resultado num estágio. O espanhol, que pensa em voltar para a F1 em 2021, parabenizou Sainz pelo título e comemorou o quarto lugar na última etapa.

Nas demais categorias, os títulos ficaram com o americano Ricky Brabec (motos), os russos Andrey Karginov, Andrey Mokeev e Igor Leonov (caminhões), o chileno Ignacio Casale (quadriciclos) e os americanos Casey Currie e Sean Berriman (UTVs).

Os melhores brasileiros na prova foram Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin, em nono lugar na classe dos UTVs, enquanto Antonio Lincoln Berrocal foi o 67º colocado entre as motos.

 

Compartilhe nas redes sociais

COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte