Jornal MT Norte
Publicidade
Que saudade do meu ex! Fluminense, torcida e Fred vivem expectativa por retorno da união
Rescisão do atacante com o Cruzeiro está com departamento jurídico do clube mineiro. Feito distrato, volta ao Tricolor é iminente. Jogador, inclusive, já planeja mudança para o Rio de Janeiro
13:09   31 de Janeiro, 2020
b31715308dd7ac352d4d9d1d35e80987.jpg
Foto: Nelson Perez / FFC

Por Felipe Siqueira e Paula Carvalho — Rio de Janeiro

Virou rotina. O grito “O Fred vai te pegar”, cantado pela torcida do Fluminense de 2009 a 2016, voltou a ser entoado após cada jogo do Tricolor nesta temporada. Reflexo da expectativa dos torcedores com a iminência do retorno do maior ídolo da história recente do clube. Mas este novo casamento ainda depende do fim do relacionamento do atacante de 36 anos com o Cruzeiro.

Cada reunião entre Fred e a diretoria celeste nas últimas semanas sem um martelo batido aumentava a ansiedade de boa parte da torcida tricolor, que apoia a volta do atacante. No início desta semana, clube e jogador encaminharam as conversas para a rescisão do vínculo que vai até o fim de 2020. O caso agora está no jurídico, que deverá decidir os "ajustes finais" do acordo.

Distrato que não é nada simples, por isso a demora. Tudo em razão da dívida milionária do Cruzeiro com o atacante, entre salários atrasados, direitos de imagem, FGTS, comissão de seu representante, etc, e da multa de R$ 10 milhões pela ida do Atlético-MG direto para o rival.

Definido o encerramento do vínculo, a nova união entre Flu e Fred é questão de tempo. E só uma reviravolta poderia impedi-la. O desejo é mútuo. Ainda não há nada assinado mas o otimismo é grande.

Presidente tricolor, Mário Bittencourt não esconde, entrevista após entrevista, o projeto de repatriar o atacante desde a saída do clube. Tanto que foi uma das bandeiras de sua candidatura. Mas faz questão de reforçar sempre que não abrirá negociações enquanto o atacante não encerrar seu vínculo com o Cruzeiro.

– Todo mundo sabe que, desde a época que o Fred saiu, que nas duas vezes que fui candidato, que eu tinha o desejo de trazê-lo de volta ao Fluminense. Como disse algumas vezes, hoje não tem negociação aberta. Só começamos a conversar no dia em que ele se desvincular oficialmente do Cruzeiro - reforçou na última quinta-feira.

Já Fred, se no início de 2019 deu diversas declarações admitindo vontade de um dia voltar para encerrar a carreira no Flu, nos últimos meses adotou o silêncio, muito em razão do momento do clube celeste, que acabou rebaixado à Série B. Mas se o atacante não falou, seu ex-companheiro de Cruzeiro, Egídio, tratou de falar:

- Ele ama esse clube e tem muita vontade de voltar. Falou que precisa resolver detalhezinhos com o Cruzeiro. Aguardamos aqui. Esperamos que dê tudo certo, que ele volte e que seja aquele Fred que foi no Fluminense - disse o lateral em sua apresentação no Flu.

A decisão do retorno foi amadurecida após a virada do ano. Nesta fase da carreira, o veterano vê mais com bons olhos a segurança de voltar a um lugar onde é amado do que começar tudo do zero em um novo clube, mesmo se houvesse um diferencial de disputar a Libertadores, por exemplo. Nos últimos dias, inclusive, Fred começou a agilizar sua mudança de Belo Horizonte para o Rio de janeiro, como revelou o NetFlu e confirmou o GloboEsporte.com.

Ainda não há nada assinado entre Flu e Fred. Mas a tendência é que, uma vez encerrado o vínculo com o Cruzeiro, um acordo seja atingido rapidamente. O Tricolor já tem em mente um plano salarial para ter o atacante, dentro das restrições financeiras atuais do clube. Ciente da realidade do Tricolor, o atacante não pretende impor barreiras e admite uma redução salarial que poderia chegar a cerca de 40% do que recebe no clube mineiro, que gira em torno de R$ 800 mil mais direitos de imagem.

– A hora que ele se desvincular, é fato público e notório que, dentro das condições financeiras que o Fluminense tem, que dentro do nosso orçamento, até o limite que pudermos ir no nosso orçamento, faremos de tudo para trazê-lo - declarou Mário.

No aguardo, o Fluminense faz planos por Fred. Como noticiou o UOL, o clube vê o atacante como garoto-propaganda e alavancador do novo plano de sócio-torcedor, que será lançado na segunda quinzena de fevereiro. E conversa também sobre como anunciaria o ídolo, além de debater outras ações de marketing.

A verdade é que o torcedor do Fluminense nunca esqueceu Fred. De 2015 para cá, flertou com Henrique Dourado, teve um romance mal terminado com Pedro, mas nunca esqueceu o "ex". E enquanto espera por um final feliz, resta aos tricolores lembrarem os bons momentos com o ídolo e imaginar como será o reencontro.


 

Compartilhe nas redes sociais

COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte