Jornal MT Norte
Publicidade
CINCO PERGUNTAS: Entre os pequenos
Em “As Aventuras de Poliana”, Dalton Vigh mergulha no universo infantojuvenil
22:12   21 de Março, 2020
4787ab7f819ffba3090c1eb83cbd39ac.jpg

por Caroline Borges

TV Press

A televisão e sua intensa repercussão não são novidades para Dalton Vigh. Porém, no ar em “As Aventuras de Poliana”, o ator de 55 anos viu seu trabalho ganhar uma dimensão diferente. Recentemente, o ator foi abordado nos estúdios do SBT por um grupo de crianças de uma escola de dança. Na história escrita por Íris Abravanel, ele vive o empresário Pendleton, pai da protagonista Poliana, vivida por Sophia Valverde. “Deviam ter entre três até uns seis anos, fui praticamente atacado por elas (risos). A repercussão tem sido ótima. As crianças têm o maior carinho pelo personagem, curiosidades sobre ele, querem tirar foto, às vezes ficam um pouco tímidas e pedem para os pais, outras vêm e querem um abraço. É bem de cada um. É sempre muito gostoso receber o carinho do público e ver que a novela está fazendo sucesso”, vibra o ator, que começou a gravar a segunda fase do folhetim infantil. “Não é novidade para mim. Já fiz novela que foi toda gravada e só foi exibida depois de concluída”, completa.

Natural do Rio de Janeiro, Dalton teve um ano de 2019 bastante intenso artisticamente. Além de “As Aventuras Poliana”, o ator também pode ser visto na série “A Divisão”, que está disponível no Globoplay, e também estará no elenco do filme “Kardec”. “Foi bastante coisa durante o ano passado. Espero que tenha muito mais em 2020”, torce. A série “A Divisão”, inclusive, ganhará uma segunda temporada na plataforma de streaming e também será exibida pelo Multishow. “Já fizemos a segunda junto com a primeira. Para não correr risco de dar spoiler, posso dizer que vem muita adrenalina por aí. Muita gente fala sobre ‘A Divisão’ comigo, inclusive da equipe de ‘Poliana’. Quando ficou disponível no catálogo do Globoplay, foram muitos comentários”, valoriza.

P – Há mais de um ano no ar, As Aventuras de Polianaganhará uma nova temporada. Como isso impacta na sua forma de trabalho?

R - Para mim é uma novidade, eu nunca tinha feito um personagem durante tanto tempo. Acho que deve ser essa a sensação que se tem de quando se faz uma série longa, que tem várias temporadas. O personagem acaba ficando mais próximo de você. Você convive mais tempo com o personagem. Você fica mais íntimo dele. E claro, fortalece os laços com a equipe e elenco também porque o convívio numa novela é sempre muito intenso, mesmo nas novelas que duram oito ou dez meses. Nessa, então, tem sido muito mais por conta da duração. Mas é ótimo porque o astral dos bastidores de “Poliana” não poderia ser melhor.

P – Recentemente foi revelado que o Pendleton é o pai da protagonista Poliana. De que forma essa descoberta irá afetar o personagem?

R – É uma aproximação lenta e cautelosa, pois o Pendleton não quer invadir o espaço e nem forçar uma aproximação. Acho que ele fica mais conectado com a Poliana quando consegue entender esse interesse que ele já tinha pela menina, essa curiosidade a respeito dela, essa vontade de se aproximar, a facilidade com que ela consegue abaixar as defesas dele. Tudo isso tem explicação agora com a descoberta da paternidade. Acho que isso vai deixá-lo mais humano.

P – Você sabia desde o início que o Pendleton era o pai da Poliana?

R - Acho que essa coisa da paternidade do Pendleton não estava prevista na sinopse não, acho que acabou acontecendo de tanto que as pessoas achavam que ele era o pai dela. Elas viam alguma coisa ali e o time dos autores foi bastante esperto de perceber isso e acabar incorporando na história. Agora o público fica perguntando se é mesmo o pai, se não é mentira dele. Muita gente acha que é armação do Pendleton, mas também tem muita gente que curte e que fala: “eu sempre soube”.

P – Apesar da longa carreira na tevê, você é bastante reservado. Você tem algum tipo de cautela para não se expor nas redes sociais e na mídia?

R - Eu não sou de postar muito coisas nem minhas e muito menos dos meus filhos nas redes. Não sei, não vejo motivo para fazer isso (risos). Fico achando meio que eles nem sabem o que é isso, esse tipo de exposição, não tem autorização deles para ficar postando fotos, então, não vejo porquê.

P – Atualmente, o Canal Viva está reprisando a novela “O Clone”, em que você interpretou Said. A partir da próxima segunda, dia 23, você também estará no ar na reprise de “Fina Estampa”. Você gosta de rever trabalhos antigos?

R - Eu não tenho o hábito de ficar assistindo a coisas que eu já fiz, pois sempre acho que poderia fazer melhor. Então, me dá uma certa angústia rever.

 

"As Aventuras de Poliana" - Globo - de segunda a sexta, às 20h50.


 

Compartilhe nas redes sociais

COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte