Jornal MT Norte
Publicidade
Receita do Estado terá queda vertiginosa em abril
Governo prevê queda de até 30% na receita a partir de abril
13:18   01 de Abril, 2020
05c76111a0e74b1ca6339b10797a8285.jpg

Reportagem
Mato Grosso do Norte

O governador Mauro Mendes (DEM) não escondeu os efeitos causados na economia com a pandemia do Covid-19, o coronavírus, em Mato Grosso. Mendes vem defendendo um ‘meio termo’ para abertura do comércio e disse que alguns municípios, mesmo sem nenhum caso suspeito da doença, já tiveram decretos baixados estabelecendo o fechamento de diversos setores.
“Nós estamos tentando fazer de tudo para minimizar os efeitos dessa crise e por isso defendemos uma paralisação mais gradativa para não criar tantos transtornos. Isso vai arruinar vidas de centenas de mato-grossenses. Com o primeiro caso confirmado no Estado, teve município que mandou parar tudo”, disse.

Mendes declarou que existe hoje uma paralisia nas economias mundiais e que isso vai trazer graves consequências nunca vista antes na história. “As receitas públicas vão despencar, muitas empresas terão dificuldades em sobreviver, nós teremos grandes desafios no setor público porque vai cair muito arrecadação, pessoas vão perder emprego. Temos lamentavelmente um cenário muito difícil pela frente”, apontou.

Antes da crise causada pelo Covid-19, o gestor afirmou que havia um planejamento de ações que agora deverá ser reorganizado. “Tínhamos um bom planejamento para 2020”.
Mauro Mendes, já trabalha com uma queda de até 30% na receita do Estado para o mês de abril. "A queda de arrecadação vai ser avaliada durante os meses. Provavelmente o mês de abril deve ser o mês mais crítico e o governo terá sérios problemas com o caixa", disse.
O governador já descartou garantir o pagamento da reposição inflacionária aos servidores públicos alegando a possível queda da receita. Porém, nos dois primeiros meses deste ano, a arrecadação foi de R$ 700 milhões a mais do que o mesmo período do ano passado.


 

Compartilhe nas redes sociais

COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte