Jornal MT Norte
Publicidade
"Se a forma de ter futebol é jogar sem torcedores, é assim que vamos jogar", diz presidente da Conmebol
Alejandro Domínguez afirma que acredita que "coisas voltarão ao normal", apesar de possível demora, e mostra confiança em retorno da Libertadores apesar do coronavírus
13:23   03 de Abril, 2020
d28596a069cb924d548cc0f7ff284ab3.jpg
Foto: Getty Images

Por GloboEsporte.com — Assunção, Paraguai

A pandemia do coronavírus atingiu os países sul-americanos com força no mês passado e forçou a Copa Libertadores a ser interrompida ainda no início da fase de grupos, após as três fases eliminatórias. Com a luta contra a doença ainda em estágio quase inicial no continente, existe uma corrente pessimista quanto à conclusão do calendário do futebol em 2020, principalmente a níveis continentais. Mas o presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, está otimista.

Em entrevista à agência "Reuters", Domínguez indicou que disputar diversos jogos sem a presença de torcedores pode ser uma solução adotada pela confederação para permitir o retorno das partidas assim que possível

- Acho que as coisas voltarão ao normal, mas isso vai levar tempo. E é claro que quero ver estádios cheios. Mas se a forma de ter o futebol de volta é jogar sem torcedores, então é assim que vamos jogar - disse o mandatário.

Um problema com relação à Copa Libertadores - assim como a Copa Sul-Americana - seria as possíveis diferentes situações em cada país com relação aos casos da COVID-19: enquanto alguns campeonatos locais podem retornar, outros podem permanecer parados. Além disso, o fechamento de fronteiras para estrangeiros deve permanecer nos locais que conseguirem controlar o contágio, como forma de evitar novas ondas.

- A Libertadores pode recomeçar quando os campeonatos locais voltarem, embora a capacidade de transporte também seja importante, tendo em vista que a maioria dos países fechou suas fronteiras - admitiu Domínguez.

No dia 12 de março, a Conmebol havia suspendido os jogos da Libertadores por uma semana; em seguida, esticou a suspensão até 5 de maio. Até o momento da interrupção, haviam sido disputadas duas das seis rodadas da fase de grupos. Para tentar aliviar a situação dos clubes, a Conmebol adiantou o pagamento de parte da premiação relativa a esta fase da competição.


 

Compartilhe nas redes sociais

COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte