Jornal MT Norte
Publicidade
Eleições em Mato Grosso devem ser unificadas
10:03   15 de Julho, 2020
8e918ab8c16e2cbbd587840322fe2d33.jpg

WELLYNGTON SOUZA/ Hiper Notícia

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) afirmou na manhã desta terça-feira, 14, que ainda aguarda um posicionamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em relação a unificação da eleição suplementar ao Senado com as eleições municipais. A ideia é que os pleitos ocorram no dia 15 de novembro.

O presidente do TRE, desembargador Gilberto Giraldelli, defendeu a unificação por uma questão de economicidade, visto que cada um dos pleitos está em torno de R$ 13 milhões.

“Eu penso que não tem como ser diferente. Não seria lógico e nem razoável no ponto de vista da economia. Em uma eleição ao Senado vamos gastar praticamente o mesmo para uma eleição municipal”, disse.

Conforme Giraldelli, existe toda uma questão de logística que deve ser levada em consideração.

“Tem toda estrutura de logística, envolvimento de mesário, é uma questão de bom senso que se realize numa mesma data. Seriam três votos, um para prefeito, vereador e outro para senador. E isso certamente implica em diminuição de gastos o que é extremamente aconselhável notadamente numa época em que vivemos de escassez de recursos financeiros”, defendeu.

Para o desembargador, caso não tenha nenhuma resposta da Corte Superior, a matéria deverá ser discutida no âmbito estadual. “Caso o Tribunal Superior Eleitoral não defina se será ou não validada, a matéria certamente será discutida no âmbito da própria Corte Eleitoral do Estado, ou seja, pelo TREMT que deverá fazer deliberação soberana sobre esse tema", pontuou.


 

Compartilhe nas redes sociais

COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte