Jornal MT Norte
Publicidade
Riso elegante
No ar em “Totalmente Demais”, Glória Menezes se diverte com lições de etiqueta da glamurosa Stelinha
11:14   31 de Julho, 2020
80139ab5781d19cfafa7160e38924652.jpg
Foto: DIVULGAÇÃO

por Geraldo Bessa

TV Press

Totalmente Demais” tem um lugar especial no coração de Glória Menezes. Exibida originalmente em 2015, e reprisada na atual faixa das sete por conta da pandemia, a comédia romântica assinada por Paulo Halm e Rosane Svartman mostrou à atriz que intérpretes com longa experiência ainda têm seu valor dentro das novelas. “Tinha acabado de fazer 80 anos e estava insegura sobre encarar um folhetim. Adorei o texto e topei. Para minha sorte, a equipe me tratou como se fosse uma rainha e a personagem tinha história própria e muito humor. Tenho visto a novela todos os dias e me sinto feliz de ter feito parte deste projeto”, valoriza.

Gaúcha de Pelotas, Glória é de uma geração onde a profissão de atriz não era vista com bons olhos pela sociedade. Com a paixão pelas artes cênicas maior do que qualquer intimidação social, fez parte do elenco da primeira novela brasileira, “2-5499 Ocupado”, exibida pela extinta Excelsior, em 1959. Foi neste mesmo trabalho, inclusive, que conheceu e se apaixonou por Tarcísio Meira, com quem casou em 1962 e está junta até hoje. “São mais de cinco décadas juntos e ele continua sendo minha melhor companhia”, derrama-se. Uma das maiores atrizes do país, Glória tem uma vasta coleção de personagens icônicas, como a intensa Lara de “Irmãos Coragem”, a exagerada Rosemeire de “Brega & Chique”, a perversa Laurinha de “Rainha da Sucata” e, mais recentemente, a iludida Irene de “A Favorita”. “É muito legal quando chego em um estúdio cheio de atores mais jovens e eles vêm falar dos meus antigos trabalhos. Me dá a sensação de dever cumprido”, ressalta.

P - Você já viveu algumas vezes o papel de grã-fina na tevê. O que a Stelinha de “Totalmente Demais” tem de diferente de suas outras “peruas”?

R - Acho que o tom de humor. Eu realmente vivi muitas mulheres sofisticadas nas novelas. Algumas foram para o lado do drama e boa parte delas eram vilãs. Stelinha chegou à história para adicionar um pouco mais de humor ao núcleo do Arthur (Fábio Assunção) e foi uma participação especial deliciosa. A novela tinha um elenco jovem promissor e que acabou confirmando seu talento ao longo do tempo.

P - Como você recebeu a notícia de que a trama seria reprisada?

R - Fiquei radiante. Acho que a emissora fez a escolha perfeita. A história tem uma mensagem de alegria e esperança que pode ajudar a amenizar as incertezas do cotidiano atual. Estou me divertindo muito com a reprise e, inevitavelmente, bate uma saudade enorme dos estúdios.

P - Quais suas principais lembranças dos bastidores de “Totalmente Demais”?

R - Recebi tratamento de Rainha. Estava com 80 anos quando fiz este trabalho e, nesta idade, qualquer intérprete tem de pensar muito antes de se aventurar em uma novela. Entrei com a história já bem desenvolvida e logo vi que o elenco já tinha virado uma grande família. Rapidamente, virei mesmo a “vovó”, a “mamãe” de todos eles. O carinho da equipe, do elenco e dos diretores tornou tudo mais especial.

P - Aos 85 anos, como tem sido sua rotina durante a quarentena?

R - Todo cuidado é pouco na minha idade. Me cuido e ainda cuido do Tarcísio (Meira) (risos), meu companheiro há 58 anos. Tenho aproveitado os dias para cuidar das minhas plantas e observar a natureza. “Totalmente Demais” foi a última novela que participei e estou esperando uma vacina para as coisas se normalizarem e, quem sabe, voltar a trabalhar. Estou sempre trabalhando muito e pensando em possíveis férias, mas na hora em que preciso ficar em casa, fico com saudade de trabalhar (risos).

P - Do alto de toda a sua experiência de vida, como você imagina o mundo pós-pandemia?

R - Acredito que o coronavírus vai mudar o mundo e o comportamento das pessoas. Tenho a impressão de que teremos mais solidariedade, pois estamos nos dando conta da fragilidade que é a vida. Quando o planeta inteiro, simultaneamente, vive um isolamento por conta de um vírus, é preciso repensar nossas atitudes e relações.

Totalmente Demais” - Globo - de segunda a sábado, às 19h.


 

Compartilhe nas redes sociais

COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte