Jornal MT Norte
Publicidade
Eleitor de Alta Floresta tem 6 opções para escolher o futuro prefeito
Robson Silva é o mais Rico entre os candidatos e Rogério Colicchio o mais pobre
10:33   02 de Outubro, 2020
f628bdb35c69e81cff2bd8ba3394bfcd.jpg

Reportagem
Mato Grosso do Norte

O eleitor de Alta Floreste, nestas eleições, tem opção de escolher entre 6 candidatos, o futuro gestor do município. Estão na disputa o Delegado Vinicius Nazário (Podemos), Rogério Colicchio (PT), Chico Gamba (PSDB), Dida Pires (PDT), Robson Silva (MDB) e Luiz Araújo (PP).
Os perfis políticos dos candidatos são diversificados. Três deles tem formação superior, dois tem o Ensino Fundamental e um, instrução superior incompleta. Profissionalmente, um é político profissional, um é delegado de polícia, um professor, dois são empresários e um é grande produtor rural. O mais rico, de acordo com os bens declarados, é Robson Silva. 
Chico Gamba- Chico Gamba é produtor rural ligado ao Agronegócio, atuando na produção e armazenamentos de grãos. Foi secretário de Agricultura na gestão da ex-prefeita Maria Izaura. E duas vezes foi candidato a vice-prefeito, sendo derrotado em ambas. 
Na eleição de 2012 foi candidato a vice-prefeito de Lucimara Brunetto e em 2016, candidato a vice-prefeito da ex-prefeita Maria Izaura. 
Ele nasceu em 1965 em São Miguel do Sul (PR), é casado e sua formação é o Ensino Fundamental. Declarou à justiça eleitoral no registro de candidatura, bens avaliados em R$ 728. 777, 29. Na lista de bens fazem parte diversos imóveis, principalmente propriedades rurais, além de uma casa avaliada em R$ 450 mil, cotas de capital de uma empresa de cereais, um veiculo Uno ano de fabricação 2008 e dinheiro em espécie no valor de pouco mais de R$ 38 mil.
Com relação a sua declaração de bens de 2016, Chico Gamba ficou mais pobre. Na eleição passada ele declarou um patrimônio de R$ 1. 254.145,40, mais de meio milhão a menos. Tem como candidata a vice-prefeita Roseli Gomes Rampazio (PSC). 
Delegado Vinicius de Assis Nazário- Filiado ao Podemos, Vinicius Nazário nasceu em 1985 em Barra do Garça (MT). No entanto se transferiu para Alta Floresta com a família ainda criança, onde viveu até se deslocar para outra cidade com a finalidade de estudar. É casado, tem formação superior completa e voltou a residir em Alta Floresta já como delegado. 
Declarou bens avaliados em R$ 863. 741, 70, distribuídos em imóveis, sendo um apartamento em Cuiabá avaliado em R$ 400 mil, um terreno, uma caminhonete e depósito em conta corrente no valor de R$ 269 mil. Tem como candidato a vice-prefeito o empresário Robertinho Motos (Republicanos).
Silvino Carlos Pires- Dida Pires (PDT) é vereador em Alta Floresta no exercício do quinto mandato consecutivo, tendo sido presidente da Câmara Municipal. Nasceu em 1976 em Assis Chateaubriand (PR), é casado e tem curso superior incompleto.
Apresentou uma lista de bens no registro de candidatura, de R$ 369.309,20, sendo 25 cabeças de gado, avaliadas em R$ 60 mil, uma casa no valor de R$ 206.500,00, uma área de terra de pouco mais de R$ 17 mil, um fiat Pálio de R$ 30 mil e dinheiro em espécie no valor de R$ 55 mil. Tem como candidata a vice-prefeita, a ex-prefeita por dois mandatos de Alta Floresta, Maria IZaura.

Luiz Araújo- Luiz Araújo (PP) é empresário em Alta Floresta e até as vésperas da campanha eleitoral era ligado ao grupo político do atual prefeito Asiel Bezerra (MDB). Como não teve espaço para ser candidato, seguiu com projeto próprio. Nasceu em 1962 em Tambarai (SP), é casado tem instrução superior completa. E é a segunda vez que é candidato a prefeito de Alta Floresta.

Declarou bens no valor de R$ 644.843,15, sendo duas participações em cotas de empresas e dinheiro em espécie no valor de R$ 592 mil. Tem como candidata a vice-prefeita a empresária Marluza de Fátima Quinzani (Patriota). 
Rogério Colicchio dos Santos- Rogério Colicchio (PT) é o único entre os candidatos a prefeito que nasceu em Alta Floresta em 1979. É solteiro e tem ensino superior completo, exercendo como profissão o magistério. 
Foi secretário de Educação na gestão da ex-prefeita Maria izaura e foi vereador na legislatura de 2012/2016, mas não conseguiu se reeleger para um novo mandato. 
Declarou à justiça eleitoral bens avaliados em R$ 209. 362,32, distribuídos em um imóvel avaliado em R$ 100 mil, dois carros sendo um jipe Renegade e um HB20 e depósitos em contas bancárias. Tem como candidato a vice-prefeito, Wagner Gervásio, também filiado ao PT.
Robson Luiz Soares da Silva- Robson Silva (MDB) nasceu em 1952 em Ubá (MG), é empresário e seu grau de instrução é o Ensino Fundamental. É conhecido por sua atuação no setor de comercialização de minérios, principalmente ouro. 
Na política, foi prefeito de Alta Floresta de 1993/1996. Na época não era permitido à reeleição. Na eleição de 2000, tentou voltar a prefeitura municipal, mas foi derrotado por seu principal aliado nesta eleição, o suplente de deputado, Romoaldo Junior. Também foi candidato a deputado estadual, ficou na suplência e chegou a exercer o mandato por um curto período.
Robson é o mais rico entre os candidatos e ó único que tem status de milionário. Declarou bens no valor de R$ 3.406.675,68. Fazem parte de sua lista de bens, imóveis rurais e urbanos, veículos, cotas de capitais de empresas, além de aplicações financeiras, inclusive em ouro, sendo pouco mais de 19 quilos, 99, 9% de pureza, avaliados em R$ 1 milhão, 750 mil. Tem como candidata a vice-prefeita, a vice da atual gestão, Marinéia Munhoz. 


 

Compartilhe nas redes sociais

COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte