Jornal MT Norte
Publicidade
Carioca de vôlei: Bernardinho estreia à frente do Sesc-Flamengo, clássico Fla-Flu e apenas três times
Equipe do ex-treinador da seleção brasileira tenta o pentacampeonato como Sesc e primeiro título do Rubro-Negro desde 1984; competição começa nesta sexta e termina na segunda-feira
10:36   16 de Outubro, 2020
500937d7abd2b47bf87051bb35f6a106.jpg
Foto: Mailson Santana/FFC

Por Da Redação do Ge — Rio de Janeiro

Com um formato bem reduzido, o Campeonato Carioca feminino de vôlei começa nesta sexta-feira e já termina na próxima segunda. Apenas três equipes vão disputar o título: Sesc-Flamengo, Fluminense e Tijuca Tênis Clube. Devido à pandemia, todos os jogos serão sem torcida nas arquibancadas. Será a estreia do técnico Bernardinho no banco de reservas rubro-negro, às 19h30, contra o Tijuca.

O sistema de disputa é bem simples e rápido. Todos os times jogam entre si. Quem tiver a melhor campanha será campeão. Além do título, o campeonato servirá de aquecimento para Sesc-Flamengo e Fluminense antes do início da Superliga.

Será o primeiro torneio depois da união do Sesc Rio com o Flamengo. Com isso, há a curiosidade da equipe buscar o quarto título consecutivo, já que o Sesc levou a taça nos últimos três anos, mas também a busca por encerrar um jejum desde 1984, última vez em que o Flamengo levantou o caneco de campeão. O time segue quase o mesmo do time de Bernardinho da temporada passada. A grande novidade é a troca na saída de rede: saiu Tandara e chegou Lorenne. As selecionáveis Amanda, Drussyla, Fabíola, Juciely e Natinha seguem na equipe. Esta última, porém, sofreu uma grave lesão no joelho e terá que passar por uma cirurgia.

- Sabemos que a responsabilidade no Carioca é toda nossa. Enfrentaremos times com meninas mais jovens, mas que estão em busca do seu espaço e merecem todo o nosso respeito. Esse tipo de jogo requer uma atenção grande e estaremos preparadas para isso – disse a levantadora do Sesc-Flamengo Fabíola.

O Fluminense tenta voltar a surpreender, como fez em 2016, ao ficar com o título contra o time de Bernardinho. Com um time bem mais jovem do que na última temporada, a equipe aposta na base. A maior contratação foi da meio de rede capitã da seleção argentina Julieta Lazcano.

- Na primeira vez que enfrentei o Fluminense, quando jogava pelo Curitiba, pensei: "Quero jogar aqui. Gostei muito desse clube". Foi um pressentimento. Depois fui para a Polônia, mas não estava satisfeita lá e queria voltar para o Brasil. Até que em maio fui procurada pelo Fluminense e deu tudo certo.

Completa o trio de postulantes ao título o tradicional Tijuca Tênis Clube, que vai tentar surpreender os favoritos com a garotada da sua forte base.

Veja o cronograma de jogos:
Sexta-feira (16/10) – Sesc-Flamengo x Tijuca (19h30)
Sábado (17/10) - Fluminense x Tijuca (17h)
Segunda-feira (19/10) – Sesc-Flamengo x Fluminense (21h30) – Transmissão do SporTV


 

Compartilhe nas redes sociais

COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte