Jornal MT Norte
Publicidade
Mais
09:56   22 de Fevereiro, 2021

NO TCE
O Ministério Público Federal deu parecer favorável ao retorno do conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Antônio Joaquim. Porém, seu retorno ainda depende do juiz Federal Jefferson Schneider, juiz da 5ª Vara Federal de Cuiabá. Joaquim foi acusado pelo ex-governador Silval Barbosa de participar de um esquema de lavagem de dinheiro. Caso o juiz aceite o parecer do MPF, ele poderá voltar ao TCE, de onde foi afastado em 2017, junto com outros quatro, acusado de receberem de R$ 53 milhões em propina. O afastamento relativo ao suposto pagamento de propina de Silval Barbosa aos conselheiros, foi suspenso pelo STJ na sexta-feira, 19. O conselheiro José Carlos Novell, também deve voltar ao TCE. Ainda continuam afastados e sem previsão de retorno os conselheiros Sérgio Ricardo e Waldir Teis. 

 


 

Compartilhe nas redes sociais

COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte