Jornal MT Norte
Publicidade
Presidente interino “segura” requerimento para evitar CPI da Águas de Guarantã
Vereador Sílvio diz que Zilmar Assis não quis colocar Requerimento na pauta da sessão
09:04   07 de Abril, 2021
619a9c88c90080c5dc1dd9e81cdc033e.jpg

José Vieira do Nascimento
Mato Grosso do Norte

O vereador Sílvio Dutra (PP), de Guarantã do Norte, conseguiu as assinaturas necessárias para instaurar no Legislativo Municipal, uma CPI- Comissão Parlamentar de Inquérito- para investigar a Águas de Guarantã. 
A Comissão deveria ter sido instaurada na última sessão da Câmara Municipal. No entanto, o vereador Zilmar Assis (DEM) [da velha política] que assumiu interinamente a presidência da Câmara em substituição ao presidente Valcimar Fusinato, que contraiu o covid-19 e está em convalescência, após 14 dias de internação, não quis colocar o Requerimento em votação na sessão realizada na manhã de segunda-feira, 5.

Para ser instaurada a CPI é necessário que 1/3 dos vereadores assinassem o Requerimento. São autores do mesmo, os vereadores Márcio, Demilson e David Marques. Sílvio não o assinou porque, caso seja um dos autores, não poderá ser membro da Comissão. E como ele quer estar a frente dos trabalhos da CPI, apenas articulou junto aos seus pares para conseguir as assinaturas necessárias.
Segundo o parlamentar, há 20 anos a população de Guarantã do Norte vem sofrendo com problemas relacionados ao abastecimento de água. Ele reclamou da atitude do presidente interino, que não colocou o Requerimento na pauta da sessão.
“Simplesmente o vereador Zilmar não coloca o Requerimento em pauta. Ele está há mais de 20 anos na Câmara, invés de acelerar a CPI da Águas de Guarantã, segura. Não dá para entender se ele está trabalhando para o povo ou contra o povo. Esta é uma situação que a população quer resolver”, protestou. “Fica o meu repúdio, vereador Zilmar, contra essa sua atitude”, complementa.
O Requerimento só deve ser votado quando o vereador Valcimar reassumir a presidência da Câmara de Guarantã do Norte, o que ainda não tem uma data definida.


 

Compartilhe nas redes sociais

COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte