Jornal MT Norte
Publicidade
Guarantã do Norte: Mais de um milhão de toneladas de silagem para produção de leite
Associação da Linha 38 agrega 70 famílias de agricultores familiares
17:09   06 de Setembro, 2021
f65bf319be0ac3fc881dee51033038ea.jpg
Foto: Silagem é usada para alimentação do rebanho leiteiro

Assessoria

A Associação de Pequenos Produtores Rurais Boa Esperança (APRUBE) da Linha 38, vive um momento de forte desenvolvimento envolvendo, aproximadamente, setenta famílias. 
Promovendo o fortalecimento do associativismo e buscando melhorar a produção das famílias que escolheram o campo para viver, a direção da associação vem trabalhando para melhorar a renda e a qualidade de vida dos moradores. O destaque para esse ano de 2021 é o volume de silagem para alimentação do gado leiteiro que se-gundo o presidente da associação, Denivaldo Mendonça, passa de um milhão de toneladas. “Esse ano nós estamos batendo um recorde com mais de um milhão de toneladas de silagem produzida, entre silagem de milho, capiaçu, cana e abacaxi. Nossos produtores estão muito animados e pela movimentação o próximo ano vai ser mais ainda, pois até agora já tenho uma relação de 19 famílias que querem plantar milho, somando tudo já passa de 50 hec-tares a ser plantado”. disse
O presidente comenta ainda que além da plantação do milho também há um grande volume de capiaçu sendo plantado e muitos produtores investindo na recuperação e reforma das pastagens. 
Denivaldo destaca as importantes parcerias que vem dando resultados positivos e a conscientização dos sócios. “Tenho que agradecer a grande parceria e o apoio das nossas famílias associadas, agradeço muito o IFMT pelo empréstimo dos equipamentos especialmente a ensiladeira com a qual nós produzimos todo esse volume de sila-gem. As parcerias são muito importantes para nos fortalecermos como associação”, avalia.

O secretario de cidades e agente de Desenvolvimento, Eugenio Caffone que também coordena a sala do empre-endedor vem apoiando a iniciativa e frequentemente visita os produtores motivando, sobretudo a produção de alimentos para o gado.
“A produção de leite vem se recompondo e é hoje a principal geração de renda para a maioria dos produtores que vivem no campo. Nosso objetivo é criar as condições favoráveis para que esses produtores se mantenham no campo com uma qualidade de vida cada vez melhor”, pontua caffone.


 

Compartilhe nas redes sociais

COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte