Jornal MT Norte
Publicidade
Desconecte-se. Sua Saúde Mental agradece
Mas, como sobreviver à vida moderna sem a ajuda da tecnologia?
10:09   21 de Setembro, 2021
a05f075e6a7826d524e82fbefe23b560.jpg

Maria Augusta Ribeiro é especialista em comportamento digital e Netnografia

 

Desconecte-se. Sua Saúde Mental agradece.Saiba como fazer um detox digital e melhorar sua saúde mental se desconectando das telas.Ansiedade, falta de sono e isolamento são alguns dos efeitos causados em adultos pelas telas nos dias atuais. Segundo relatório do Hootsuite, o brasileiro passa em media 10 horas por dia conectado na internet.

Nas crianças a queixa mais comum é a irritabilidade quando são privados de seus smartphones ou tablets. Além da falta de sono, dificuldade para enxergar e obesidade.


Mas, como sobreviver à vida moderna sem a ajuda da tecnologia? E ainda, ter uma saúde mental equilibrada? A saída pode estar no detox digital.

Segundo Maryanne Wolf em seu livro “O Cérebro no mundo digital”, estamos perdendo a capacidade de foco pelo uso das telas. Ela explica que estímulos demais no cérebro podem ajudar a gente a ter a “memória gafanhoto”.

O termo serve para designar aquela mente em que o cérebro fica pulando o tempo todo, e acaba por comprometer a nossa memória. Agora, imagine nas crianças?

Uma memória gafanhoto não é capaz de aprender e não vai se lembrar de muitas coisas, porque ficou abrindo abas demais na pesquisa do google, ou mesmo passando o dedinho na tela.

A pergunta que preocupa é: Como vamos formar as pessoas de amanhã, se hoje estamos destruindo sua memória com uma tela?

A recomendação da Organização Mundial da Saúde, restringe o uso das telas em crianças e ainda nos direciona para uma vida com tecnologia, mas com menos telas para uma saúde mental equilibrada.

Mas como fazer um detox digital? A primeira medida é rastrear quanto tempo você, seus companheiros e filhos passam na frente de uma tela. Isso pode ser feito por aplicativos ou mesmo dentro dos próprios dispositivos. Aí você vai ter uma noção de quanto tempo passa conectado.

Estabeleça regras que possa cumprir. Não adianta restringir o uso das telas nos pequenos se você mesmo não dá o exemplo.

Pratique o desapego da tecnologia. Conhece aquele ditado, o que a gente não vê coração não sente? É assim que funciona com as telas. Pare de carregar suas telas por onde vai dentro da sua casa.

 


 

Compartilhe nas redes sociais

COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte