Jornal MT Norte
Publicidade
Governo do Pará fará ajuste no projeto de Criação de Unidade de Conservação
Reunião de lideranças de Mato Grosso com o governo do Estado do Pará foi realizada na quarta-feira; áreas consolidadas ficarão fora da da Unidade
18:14   15 de Outubro, 2021
c45675874bc3f928f81d0b505124eb3a.jpg

José Vieira do Nascimento
Mato Grosso do Norte

Foi realizada na quarta-feira, 13, uma reunião entre lideranças políticas da região de Alta Floresta e de Mato Grosso, empresários e produtores rurais, com o governador do Estado do Pará, Helder Barbalho, para discutir sobre o projeto do governo do Pará, de criar uma Unidade de Conservação na Gleba São Benedito e Rio Azul. A área abrange parte do território dos municípios de Jacareacanga e Novo Progresso, ambos no Pará, mas que fazem divisa com municípios de Mato Grosso. 
Entre os participantes da reunião encontravam-se o Senador Carlos Favaro, Deputado Federal, Carlos Bezerra, Deputado Federal, Neri Geller, Deputado estadual de Mato Grosso, Nininho, o Prefeito de Paranaíta, Osmar Mandacaru, Deputado Federal do Pará, Cristiano Vale e Frank Rogieri, presidente do Fórum Nacional das Atividades de Base Florestal – FNBF- e do Simenorte [Sindicato dos Madeireiros do Extremo Norte de Mato Grosso].
 Frank Rogieri classificou a reunião como importante e, conforme ele, o resultado é positivo, porque o governador do Estado do Pará, Helder Barbalho, se mostrou sensível com as demandas da região, apresentadas à ele pela comitiva de Mato Grosso. 
Segundo Frank, Helder Barbalho entendeu que a proposta original de criação da Unidade, incluiu algumas áreas que já estão consolidadas com pecuária e Agricultura. E que isto não traria vantagens nenhuma para o Meio Ambiente.
“Não há porque criar uma Unidade de Conservação com áreas consolidadas dentro dela. O governador entendeu essa situação e pediu ao IDEFLOR- BIO [Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade] para que ajustasse o projeto da Unidade”, disse Frank.
Porém, Frank observa que a criação da Unidade pelo governo do Pará já é um fato. O objetivo, segundo ele, é a preservação dos rios Azul e São Benedito, que são pontos turísticos da região, tem rica biodiversidade e gera renda através do turismo de pesca, nas pousadas, gera empregos e também contribui com o desenvolvimento da região.
“A preocupação do governador do Pará é buscar um equilíbrio. Nos levantamentos feitos pela SEMA do Pará e do IDEFLOR, houve um aumento significativo nos últimos dois anos de queimadas e desmatamentos ilegais naquela região. O projeto de criação da Unidade é de 2001, o governo readequou e, em função destes fatos, deram o start para criar a Unidade”, relata.
No entanto, Frank observa que existe um compromisso do governo do Pará com  as demandas apresentadas.
 A bancada federal de Mato Grosso no Congresso nacional se fez presente, na reunião com a presença do senador Carlos Favaro, o deputado Federal Carlos Bezerra, Neri Gueller e os deputados estaduais Nininho e Romoaldo Júnior.

Reunião de lideranças de Mato Grosso com o governo do Estado do Pará  foi realizada na quarta-feira; áreas consolidadas ficarão fora da 
da Unidade

“O governador do Pará é do MDB, o Senador Carlos Favaro tem um bom relacionamento de amizade com ele e foi possível obter esta flexibilização. Acreditamos que o IDEFLOR irá mudar e já apresentou durante a reunião, uma prévia do novo projeto, com ajustes que tiram todas as áreas que estão consolidadas fora da Unidade. E ficou para ser discutido e ajustado a área de amortecimento, para que não traga impacto na produção das áreas que já estão consolidadas fora do parque. A princípio o parque ficaria com 30 mil hectares”, explica Frank.


 

Compartilhe nas redes sociais

COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte