Jornal MT Norte
Publicidade
Processado por feirante, vereador xinga na tribuna e rasga o processo
Durante sua fala na Tribuna na sessão realizada na quarta-feira, 13, Zé Esquiva usou palavras duras, mesmo sem citar nomes, afirmando que a pessoa está usando de malandragem querendo ganhar dinheiro em cima do povo
18:16   15 de Outubro, 2021
3c71b563c324616b7a8ad12d6bc50796.jpg

Reportagem
Mato Grosso do Norte

A feirante Ivone Alves Alvares entrou com processo por danos morais, exigindo uma indenização de R$ 20.000 reais do vereador José Vaz Neto (Zé Eskiva), o processo ainda está no início e tramita na Quarta Vara Juizado Especial, com o número 004491-97.2021.8.11.0007.
Durante a sessão ordinária da Câmara Municipal, o vereador no uso da tribuna ficou indignado com a intimação do processo. “Quando a gente exerce o trabalho de vereador, a população cobra para nós trabalharmos, fiscalizarmos, e quando descobrimos que alguém está usufruindo dos meios públicos para enriquecer, no caso da feira que estavam vendendo os pontos, o pessoal mete um processo”, disse o vereador. 
Durante sua fala na Tribuna na sessão realizada na quarta-feira, 13, Zé Esquiva usou palavras duras, mesmo sem citar nomes, afirmando que a pessoa está usando de malandragem querendo ganhar dinheiro em cima do povo.
 “Uma pessoa de malandragem, querendo ganhar dinheiro em cima do governo, das ações dos vereadores, prefeito, governador, senador, do suor do povo pagando seus impostos. A gente consegue algum espaço para melhorar nossa cidade a pessoa vem se apodera desse espaço e quer vender. Quando a gente derruba a casa desse sem vergonha, pilantra, mete um processo na gente... toma vergonha na cara, seus vagabundos, querendo ganhar dinheiro em cima do povo!”, desabafa o vereador.
E acrescenta: “É vergonhoso. Quer roubar e sente injustiçado e ainda vem meter processo em quem está trabalhando, vai procurar o que fazer, vagabundo”, finaliza o vereador rasgando a intimação judicial e jogando no chão do plenário da Câmara.
O Jornal Mato Grosso do Norte tentou entrar em contato com a parte autora da ação, mas não obteve êxito, mas se coloca à disposição dela e também dos feirantes de Alta Floresta que queiram expor a sua versão dos fatos.


 

Compartilhe nas redes sociais

COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte