Publicidade
         
      
         
Identifique os sintomas da pressão alta
15:26   27 de Agosto, 2014

Entre eles, podem ser citados a taquicardia, a visão turva ou borrada, tontura e a dificuldade para respirar.

Você sabe como identificar a hipertensão? Pode parecer simples, mas nem sempre os sinais que o nosso corpo envia são claros e específicos ao quadro de pressão alta. Ficar atento aos indícios é fundamental para a manutenção da saúde em boas condições.

Alguns sintomas podem lhe ajudar na tarefa de como identificar a hipertensão. Entre eles, podem ser citados a taquicardia, a visão turva ou borrada, tontura e a dificuldade para respirar.

Muitas pessoas procuram a unidade de emergência com queixa de dor de cabeça associada ao aumento de pressão arterial. Na maioria das vezes, a dor de cabeça é que é a responsável por aumentar os níveis de pressão, devendo-se, primeiro, tomar analgésicos para a dor. Passada a dor, naturalmente, a pressão tente a normalizar.

Caso a dor de cabeça seja muito forte, independentemente dos valores da pressão, o indivíduo deverá procurar uma emergência neurológica para avaliação.

Outra dica sobre como identificar a hipertensão vem com a compreensão de que a pressão arterial pode variar durante o dia. A tendência é que ela diminua quando estamos dormindo e aumente quando realizamos esforço físico. Estas situações não significam que a pessoa seja necessariamente hipertensa, mas o acompanhamento médico é importante nesses casos.

Precisando de mais informações sobre como identificar a hipertensão? Vamos começar entendendo que é preciso que a medição da pressão arterial seja realizada com a técnica correta.

Levando em conta que a pressão pode ser alterada em decorrência do aumento da frequência cardíaca, alguns cuidados são necessários antes de realizar a medição: de preferência, a pessoa não pode estar de bexiga cheia, também não é indicado que ela tenha praticado exercícios físicos nos 30 últimos minutos, ou mesmo que tenha ingerido bebida alcoólica ou café.

Antes do diagnóstico definitivo, a medida precisa ser repetida em pelo menos duas outras oportunidades para garantir que os altos números não sejam consequência apenas de um momento. Três resultados acima do normal são suficientes para que o paciente tenha que procurar acompanhamento médico.

Tratamento - Agora que você sabe como identificar a hipertensão, é preciso compreender o que fazer quando o diagnóstico for confirmado. Em primeiro lugar, uma notícia alentadora: a hipertensão não tem cura, porém pode e deve ser controlada.

Uma vez identificada a hipertensão, o paciente será submetido a um tratamento em duas modalidades. Tudo começa por uma mudança de estilo de vida, que consiste em adotar novos hábitos alimentares, controlar o peso e diminuir o consumo de sal, dando preferência às frutas, legumes, verduras e carnes magras, além de praticar exercícios físicos regularmente.

Outra medida que ajuda a conter a pressão arterial é o controle do estresse, tanto em casa, quanto no trabalho. Se o paciente continuar hipertenso após tomar as medidas relacionadas, deve aliar com o uso de medicamentos receitados pelo seu médico especialista.

Quem tem casos de hipertensão na família corre um grande risco de desenvolver a doença. A incidência é maior em mulheres a partir de 50 anos e em homens de todas as idades. ( Doutíssima )

 

 

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte