Publicidade
         
      
         
Olhar no horizonte
No elenco do "Zorra", Maria Clara Gueiros amplia sua visão cômica da tevê
16:32   06 de Maio, 2016 - Fonte: Jornal Mato Grosso do Norte

por Caroline Borges

TV Press

      Maria Clara Gueiros sente a necessidade de estar sempre em movimento. Mais do que engatilhar uma sequência de trabalhos, a humorista busca uma constante renovação de seu repertório profissional. Atualmente no elenco do ''Zorra", a atriz tenta ir além da comédia de bordões rápidos e fáceis que a consagrou quando estreou no extinto "Zorra Total", em 2005. "Amava meus bordões, mas é muito legal ter essa renovação. O bordão é sempre associado ao humor antigo e é bom se modernizar constantemente", afirma. Apesar de ter alcançado grande repercussão no humorístico dirigido por Maurício Sherman, a carioca de 50 anos sempre marcou presença nos palcos, onde iniciou sua carreira como atriz, em 1984. "Batalhei muito para ter o reconhecimento do meu trabalho. Quando apareci no 'Zorra Total', já tinha 17 anos de carreira e prêmios no teatro. Muitos pensam que comecei lá'', aponta.

P – Nos últimos anos, você atuou bastante em novelas, como "Insensato Coração", "Lado a Lado" e "Babilônia". Como surgiu a oportunidade para integrar o elenco do "Zorra"?

R – Eu pedi (risos). Estou muito feliz em estar de volta. O programa está incrível. Estava com saudades de fazer humor. Em novela, é mais difícil.

P – Como assim?

R – Nos folhetins, você fica muito restrito à trama e ao naturalismo. Não pode fugir do tom do seu núcleo porque tudo tem de ficar homogêneo. Afinal, estão todos no mesmo barco. Comediante gosta mesmo de fazer humor, né? Queria voltar a fazer piada.

P – Você foi um dos principais nomes do extinto "Zorra Total". Sentiu alguma diferença na hora de gravar o novo "Zorra"?

R – Sim. É outro programa. Não tem nada a ver com aquele ''Zorra Total'' que eu fiz. Só a primeira parte do nome é igual. O ''Zorra'' ainda é gravado nos mesmos estúdios do "Zorra Total", ou seja, isso dá uma certa nostalgia. Ainda estou no registro do formato antigo. Estou me adaptando aos poucos.

P – Como você avalia a sua passagem pelas novelas?

R – Foram experiências ótimas, mas muito diferentes dos programas que estava acostumada. Novela é mais intenso. O volume de texto e de trabalho é muito maior nos folhetins. Mas, não me apego a ritmo de trabalho. Gosto mesmo é de fazer bons projetos. Não importa onde for.

P – Você estava cotada para "Haja Coração", próxima novela das sete, em que iria interpretar a mãe da personagem da Tatá Werneck. Por que a escalação não se concretizou?

R – Foi a diferença de idade. A direção achou que ficaria muito díspare viver a mãe da Tatá. Apesar de eu realmente ter idade para ser mãe dela, pensaram que no vídeo não iria ser muito crível. Iria fotografar mais jovem. Acabou que o papel ficou com a Grace Gianoukas. Foi uma pena, mas estou feliz no ''Zorra''.

 

"Zorra'' – Globo – Sábados, às 22:30 h.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte