Publicidade
         
      
         
Regras que os pais precisam saber
12:09   10 de Setembro, 2014

Como os pais podem lidar com esse quadro grave? As crianças precisam de regras e os pais devem saber como impor essa condição

Segundo especialistas, fragilidade e insegurança são os principais motivos que nossos filhos se transformem em uma criança agressiva. Quando pequenos, são pouco racionais, não sabem lidar com alguns sentimentos, não compreendem algumas situações.

Como as crianças agem totalmente com a emoção, quando não aceitam algo, acabam por se tornar agressivas. Em alguns casos, o comportamento pode ser reflexo do ambiente familiar ou influência de companhias e de programas de televisão.

Como lidar com uma criança agressiva- O primeiro passo é descobrir porque seu filho é agressivo. Observar suas atitudes e manter um diálogo é algo fundamental para descobrir o problema. Muitas vezes, a criança agressiva pode estar assim devido a algo que a esteja incomodando, tanto em casa como na escola.

Este comportamento pode ser uma causa de vários fatores, como dificuldade de relacionamento com os colegas, excesso de cobrança, nascimento de um novo bebê na família, separação dos pais, perda de algum ente querido, pais que evitam dizer não quando é preciso.

Até mesmo algum tipo de abuso ou humilhação por parte de algum adulto pode ser a razão do problema. Em casos mais graves é recomendada a ajuda de um psicólogo para orientar sobre a maneira correta de lidar com a situação.

Ambiente familiar da criança agressiva- Um fator muito relevante é o ambiente familiar. Se você quer ter um filho calmo e tranquilo, você tem que dar o exemplo. Se o seu filho lhe desobedecer e começar a gritar, não aja da mesma forma. O melhor a fazer é falar com um tom firme, porém baixo. Evite brigas dentro de casa, principalmente na frente das crianças.

Isto não quer dizer que você não possa impor regras e limites. As crianças precisam de regras e os pais devem ter este dialogo entre si, estabelecendo limites e castigo como consequência de mau comportamento e desobediência da criança agressiva.

No entanto, a punição não pode ser maus tratos ou humilhação. O castigo deve ser visto como uma forma de amor, explicando para o filho o porquê da situação. Os pais devem ter o mesmo comportamento e um não deve se meter na posição do outro. Ambos devem educar juntos.

Coloque seu filho para se mexer- Uma dica bem simples e importante para melhorar o comportamento de uma criança agressiva é a prática de exercícios físicos. Através de esportes como judô, capoeira, futebol, voleibol, natação, entre outros, a criança aprende conceitos básicos de respeito, disciplina, ética, hierarquia, regras e limites. Além disto, o esporte aumenta a autoestima da criança e afasta de envolvimento com álcool e drogas.

Outro fator importante para prevenir que seu filho se torne uma criança agressiva é a boa relação dos pais com a escola. Ter uma cumplicidade com os professores e saber como seu filho se comporta fora de casa é fundamental.

Segundo especialistas, às vezes, há uma melhora expressiva na criança agressiva quando ela percebe que seus pais estão preocupados e interessados pelo que estão fazendo. Psicólogos acreditam que o carinho e o afeto é o caminho menos doloroso de se enfrentar o problema. (Doutoríssima)

 

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte