Publicidade
         
      
         
Mato Grosso será responsável por 25% das exportações de carne bovina para os EUA
Estados Unidos são os maiores produtores e consumidores de carne bovina in natura
10:52   03 de Agosto, 2016

Lisânia Ghisi / Caroline Lanhi 
Gcom-MT 

Mato Grosso deverá ser o responsável por 25% das exportações de carne bovina do Brasil para os Estados Unidos. Os norte-americanos definiram uma cota anual de importação de 64,8 mil toneladas in natura e congelada. Mato Grosso é o estado com o maior rebanho bovino do país e o segundo que mais exporta carne.
Os dados foram apresentados nesta segunda-feira, 1, pelo governador Pedro Taques, que participou da cerimônia de troca das Cartas de Reconhecimento de Equivalência dos Controles de Carne Bovina, que marcam a abertura de mercado para carnes in natura entre os dois países. O evento contou ainda com a presença do presidente Michel Temer, dos ministros da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Blairo Maggi, e de Relações Exteriores, José Serra, e da embaixadora dos EUA, Liliana Ayalde.
“Este acordo é resultado de um trabalho que vem sendo desenvolvido desde 1999. São muitos anos de luta que contribuíram para este momento e para que nosso produto possa chegar com qualidade ao mercado internacional. Em Mato Grosso temos o Instituto Mato-Grossense da Carne (Imac), que busca a rastreabilidade e qualidade da nossa produção. Esta abertura para o mercado dos EUA vai gerar oportunidade para ampliarmos as exportações para outros países”, destacou o governador Pedro Taques.
De acordo com o ministro Blairo Maggi, para que o país continue ampliando suas condições de crescimento econômico é preciso que o trabalho seja menos burocrático. Ainda na cerimônia, ele ressaltou a importância da parceria com os EUA e parabenizou o trabalho dos servidores federais envolvidos no projeto. “Se queremos mais produção e produtos de melhor qualidade, temos que cuidar e fiscalizar. Mas também temos que deixar a iniciativa privada trabalhar e fazer seu papel. Pensando nisso, estamos trabalhando para que cerca de 300 medidas burocráticas sejam revistas no Mapa. Isso vai direcionar o dinheiro público para a eficiência”.

Atualmente, os Estados Unidos são os maiores produtores e consumidores de carne bovina in natura. O Brasil é o segundo maior produtor mundial e o maior exportador. No primeiro semestre deste ano, as vendas externas brasileiras chegaram a US$ 2,22 bilhões (ou 571,5 mil toneladas). No período, os maiores compradores foram Hong Kong (U$ 393 milhões), China (U$ 365 milhões), Egito (US$ 329 milhões), Rússia (US$ 181 milhões) e Irã (US$ 168 milhões). 

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte