Jornal MT Norte

" />
Publicidade
         
      
         
Questão de visibilidade
Aline Dias destaca a importância de se ter uma atriz negra como mocinha de "Malhação"
18:19   18 de Novembro, 2016 - Fonte: Carta Z

por Geraldo Bessa

TV Press

                Visivelmente mais calma passados quase dois meses da estreia de "Malhação - Pro Dia Nascer Feliz", Aline Dias consegue analisar bem o impacto da novela em seu cotidiano. Primeira protagonista negra em 21 anos de produção, ela acredita que, além dos bons índices de audiência, a força da história da temporada consegue dialogar com assuntos importantes e atuais, como o preconceito racial e a representatividade negra na televisão. "A resposta do público é sempre uma surpresa. Tramas e personagens foram muito bem avaliados. Recebo diversas mensagens de meninas negras que se sentem felizes ao serem representadas no folhetim que elas assistem. Pode parecer simples, mas isso faz uma diferença enorme na autoestima de muita gente", analisa. O resultado da exposição em um produto voltado para o público jovem é o crescimento exponencial no número de seguidores de Aline nas principais redes sociais, em especial Instagram, Facebook e Twitter. "Sempre os aconselho a não desistir do que realmente querem. Essa perseverança é responsável por eu chegar até a Joana", entrega.

Como em qualquer bateria de testes para uma nova temporada de "Malhação", o papel da mocinha que sai do Ceará para tentar uma vida melhor no Rio de Janeiro tinha uma concorrência pesada. Foram mais de dez testes durante cinco meses. Após isso, 25 nomes foram selecionados para uma espécie de "workshop" sem ao menos saberem quais personagem viveriam. "Os papéis foram sendo revelados a partir da convivência e da sintonia entre os atores. Foi um processo bem diferente, motivador", explica. Quase um semestre de espera depois, o elenco feminino, enfim, conheceu suas personagens e Aline custou a acreditar que viveria a protagonista. "Estar entre os selecionados para a temporada já era uma vitória. Viver a Joana, sabendo que ela não foi escrita para ser negra e que conquistei a personagem aos poucos, foi muito gratificante", destaca.

A construção da personagem foi fruto de um trabalho coletivo. Caracterização e figurinos foram muito importantes para mostrar a força de Joana para a atriz. No entanto, a rápida visita da equipe ao estado do Ceará, com o famoso parque aquático Beach Park incluído nas gravações, ajudou Aline a buscar referências locais sobre o papel. "O autor pediu para evitar sotaques, mas gestual e postura foram inspirados nas conexões que fiz na região. Observei muito as meninas de lá e suas personalidades mais 'arretadas'", valoriza a atriz, natural da pequena cidade mineira de Leopoldina, mas criada no Rio de Janeiro. "Meu sotaque carioca é muito carregado. Assim que soube da personagem, já busquei ajudar para suavizá-lo em cena", justifica.

Aos 25 anos, Aline encara os bastidores de "Malhação" como um grande teste de superação. Os estúdios de tevê não são novidade para a atriz, mas ela, sem dúvida, nunca teve um volume de trabalho tão grande no veículo. A primeira experiência no vídeo foi exatamente em "Malhação", mas como elenco de apoio da temporada de 2012. A atriz se repetiu no posto em outras produções, como "Sangue Bom" e "O Sexo e As Negas", da Globo, e "Questão de Família", da Record. "Eram poucas ou quase nenhuma fala, mas os trabalhos anteriores me ajudaram a ganhar disciplina, algo indispensável na televisão", garante. Agora, além de dar o seu melhor nas cenas de Joana, Aline almeja um destino semelhante com o de outras atrizes que protagonizaram a novelinha, nomes como Fernanda Vasconcellos e Sophie Charlotte. "Estou vivendo um sonho, mas sei que ele é finito. A possibilidade de continuar a ter boas personagens é muito animadora. 'Malhação' é um grande celeiro de talentos e um ótimo cartão de visitas. Estou pronta para tudo", avisa.

 

Para toda obra

 

         A vida na televisão pode ser ótima para quem já tem seu lugar garantido em produções ou um contrato com alguma emissora. No entanto, para quem ainda está buscando seu espaço, a espera e expectativa podem ser cruéis. Sem ter como se manter apenas com as pequenas peças de teatro, Aline Dias trabalhou em uma série de funções para se sustentar e pagar seus cursos de interpretação. Nos últimos anos, ela foi do setor de vendas, fez "bicos" como recepcionista, jovem aprendiz em um supermercado e atendente em uma empresa de telemarketing. "Sempre tive de trabalhar para pagar meus estudos. Foi muito importante passar por cada uma dessas experiências. Elas me fizeram a mulher corajosa e 'pé no chão' que sou", gaba-se. 

     

Instantâneas

# Na reta final dos testes para a atual temporada de "Malhação", Aline Dias disputou o papel de Joana com as atrizes Giulia Gayoso e Malu Falangola.

# Sem muita paciência para musculação, ela prefere se dedicar ao Muay Thai para garantir sua forma física.

# Aline confessa que não conseguiu segurar a emoção ao fazer as primeiras sequências com seus principais parceiros de cena do elenco adulto: Deborah Secco e Thiago Fragoso.

# A cada dia de exibição, Aline vê suas redes sociais aumentando em cerca de 500 novos seguidores. "O poder da web é incrível. As redes sociais são uma forma de estar próxima dos que gostam do meu trabalho", destaca.


 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte