Publicidade
         
      
         
Alta Floresta se consolida no turismo de observação e pesca esportiva
11:49   23 de Dezembro, 2016

O nome por si só já explica. Banhada por rios e cenário de beleza exuberante de fauna e flora, Alta Floresta localizada na região da Amazônia mato-grossense é o local certo para quem busca contato intenso com a natureza e é um dos principais destinos para a observação de pássaros do Brasil.
A riqueza da avifauna, internacionalmente reconhecida, assim como de primatas e da flora amazônica fazem da região um paraíso para os ecoturistas e pesquisadores. Das 1.600 espécies de aves brasileiras, cerca de 600 encontram-se no local.
Devido ao grande potencial natural, o município vem se destacando pelo crescimento do turismo ecológico, inclusive com opções para quem busca a pesca esportiva.
Para chegar ao local, por terra saindo de Cuiabá são 830 quilômetros até a cidade e, pelo ar, tem vôos diretos saindo do Aeroporto Marechal Rondon, com duração em torno de 1h30.
Atrativos- É um dos municípios que constitui o núcleo inicial de ecoturismo da Amazônia mato-grossense e um dos melhores lugares do país para a prática de pesca esportiva.

A riqueza da avifauna. Das 1.600 espécies de aves brasileiras, cerca de 600 encontram-se no local

Dentre os principais atrativos de Alta Floresta, vale destacar, o Parque Estadual Cristali-no, uma das áresas de maior importância para conservação em toda Amazônia e o Re-canto das Orquídeas Apolônia Grade, que encantam seus visitantes pela beleza natural.
Outro ponto turístico é o Rio Azul, com grande importância ambiental, pois tem uma enorme variedade de animais aquáticos. É considerado um dos rios mais bem preservados do País e só é permitida a pesca esportiva e o Pesque e solte é uma lei na região. Pi-rararas, Jaús e cacharas, matrinxãs corvinas, pacus, piaus, piavuçus, trairões, piranhas, e grandes tucunarés são algumas das espécies encontradas.
Vegetação- Embora prevaleça a floresta amazônica com sua vegetação típica, é possível observar a existência de nichos característicos do cerrado, tanto na vegetação como na constituição do solo. Em meio a esses dois ecossistemas pode-se observar a riqueza da flora, especialmente orquídeas e a fauna, com grande variedade de animais e aves, mamíferos e répteis. 
Entre os meses de novembro a março é período de chuvas e de junho a outubro os rios ficam mais rasos proporcionando diferentes paisagens durante o ano todo.
Estrutura- A rede hoteleira de Alta Floresta oferece infraestrutura especializada para atender os turistas que buscam o ecoturismo, a observação de aves, a pesca esportiva e o turismo de aventura. São pousadas e hotéis instalados próximos à cidade, com acesso aos principais rios da região, como o Cristalino e Teles Pires. 
Instalado há mais de 20 anos dentro da floresta, o Cristalino Lodge é uma das opções de hospedagem na região, localizado dentro de uma reserva particular do patrimônio natural. O hotel em meio à vegetação de floresta com mais de 13 mil hectares possui 18 acomodações e tem capacidade total para 150 pessoas. Quem visita o Cristalino pode se deparar com as borboletas e os sapos coloridos de diversas espécies, macacos, capivaras, lontras, muitas flores e uma vegetação rica.
A proprietária do empreendimento, Vitória da Riva explica que o perfil dos turistas que mais a procuram são europeus, americanos e canadenses e ainda, fotógrafos e pesquisadores. Um atrativo do local são as duas torres de observação com 50 metros cada uma, posicionadas em diferentes pontos da reserva. As torres permitem observar todas as camadas da floresta, partindo do nível do solo até a parte superior da copa das árvores.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte