Jornal MT Norte
Publicidade
         
      
         
Degrau por degrau
Em seu sétimo trabalho na tevê, "A Lei do Amor", Alice Wegmann vive personagem misteriosa
12:24   06 de Janeiro, 2017 - Fonte: Carta Z

por Luana Borges

TV Press

      É natural que a complexidade dos dramas e conflitos de um personagem seja proporcional à experiência de vida de seu intérprete. E é exatamente assim que Alice Wegmann se sente em relação aos papéis que interpretou ao longo das sete produções dramatúrgicas que fez. A primeira experiência na tevê foi na temporada de 2011 de "Malhação", aos 15 anos. Depois de integrar o elenco de "A Vida da Gente", voltou à novela infantojuvenil, mas, desta vez, como protagonista. Em seguida, acumulou personagens em "Em Família", "Boogie Oogie" e "Ligações Perigosas". Na minissérie de Manuela Dias, inclusive, protagonizou cenas ousadas. Atualmente, aos 21 anos, tem a chance de viver um tipo misterioso como a Isabela, de "A Lei do Amor". "Eu dei sorte de pegar personagens muito diferentes. Acho que o fato de eu já estar fazendo novela há alguns anos me ajuda a sempre ter alguma coisa nova para colocar. As personagens vão mudando comigo também", avalia.

      Na história de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, Isabela é uma jovem que se esforça para alcançar seus objetivos. Como sonha em estudar Medicina, trabalha em eventos para conseguir pagar o cursinho. E é justamente nesses eventos que ela acaba escutando muitas histórias e falcatruas políticas da fictícia cidade de São Dimas, onde se passa a novela. "Minha personagem tem um papel importante na hora de denunciar essas pessoas", explica.

      Por isso, Isabela sofre uma tentativa de assassinato a mando de Tião, papel de José Mayer. A menina é jogada no mar desacordada e some. Mas, em breve, irá voltar à trama. Agora, se chamando Marina. "Tem uma história meio policial, mas, ao mesmo tempo, romântica e misteriosa. E é isso que chama a segunda personagem", conta.

      Quando "A Lei do Amor" estreou, no início de outubro, Alice tinha pouquíssima informação sobre Marina. Pode ser Isabela disfarçada sob outra identidade ou, quem sabe, uma irmã gêmea da primeira personagem. Fato é que a atriz tem a oportunidade de mostrar sua versatilidade dentro de um mesmo trabalho. E aproveitou bastante a preparação com o argentino Eduardo Milewicz ao lado dos colegas de elenco. Os encontros aconteceram durante duas semanas e serviram, entre outros aspectos, para que os atores desenvolvessem o entrosamento entre si. "Foi muito interessante trabalhar com essas pessoas com quem eu não tinha muito contato, não era muito próxima. É bom para começar a novela com todos já se conhecendo, para já ter uma liberdade maior. Foi essencial", constata ela, que também se inspirou um pouco em uma amiga para compor Isabela. "Nos conhecemos esse ano e ficamos muito amigas. Ela tem um pouco a ver com essa personagem e me ajudou a construí-la", revela.

 

Além das aparências

      A preparação de elenco antes da estreia de "A Lei do Amor" foi peça-chave para Alice Wegmann começar a entender seu papel dentro da novela. Mas a caracterização também foi bastante importante para atriz. Assim que cortou o cabelo, ela já "visualizou" Isabela. "Acho que combina muito com a personalidade dela. Quando cortaram a parte de trás e a franja do meu cabelo, eu vi que tinha 'achado' a Isabela", diz.

      O figurino, bem diferente do que Alice usa em seu dia a dia, foi outro elemento que a ajudou na construção do papel. Na novela, Isabela, antes de desaparecer, usava muitos vestidos e saias longas, casacões e salto alto. "Amo o figurino dela, parece o de uma blogueira de moda. Isso me ajuda muito", afirma.

 

Instantâneas

# Alice Wegmann cursa Publicidade na Puc-Rio. "É cansativo, mas vale muito a pena, estou adorando", assegura.

# O ritmo intenso de gravação não assusta a atriz. Pelo contrário. Ela até prefere que seja assim. "Gosto quando é uma cena atrás da outra porque já vai tudo de uma vez, você já está dentro da personagem", explica.

# Para entrar em "A Lei do Amor", Alice Wegmann passou por um único teste de elenco.

# Alice estudou no Tablado – renomado curso de interpretação carioca – por quatro anos antes de estrear nos palcos, em 2008.

 

"A Lei do Amor"  – Globo – De segunda a sábado, às 21h20.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte