Publicidade
         
      
         
Flu mostra força e bate o Vasco no primeiro clássico do ano
Tricolor mandou no jogo e construiu primeira vitória no Estadual com facilidade: 3 a 0
10:46   30 de Janeiro, 2017

No primeiro clássico do Campeonato Carioca, o Fluminense não tomou conhecimento do Vasco e venceu com autoridade por 3 a 0, neste domingo, no Estádio Nilton Santos. 

Uma vitória para encher o torcedor tricolor de esperança. E uma derrota suficiente para o vascaíno já duvidar de um 2017 melhor do que o ano passado.

No Flu, os equatorianos Sornoza e Orejuela já tomaram conta do meio de campo. Formam um quarteto insinuante com Gustavo Scarpa e Wellington. E foi na base da velocidade, dos toques rápidos e das infiltrações de Douglas que o time de Abel Braga abriu 2 a 0 no primeiro tempo. 

Aos 26 minutos, Wellington abriu o placar após aproveitar dividida entre Douglas, Rodrigo e Martin Silva. Cinco minutos depois, Sornoza fez bela jogada pela direita, limpou o lance e apenas rolou para Henrique Dourador, o Ceifador, completar para as redes. 

O Vasco, por sua vez, estava perdido em campo, dando espaço ao rival às costas dos laterais e sem poder de marcação pelo meio. Aos 39, um erro do auxiliar Thiago Henrique Neto provavelmente impediu o terceiro gol tricolor, com uma marcação equivocada de impedimento. 

O único bom lance criado pelo Cruz-maltino aconteceu após cobrança de escanteio de Nenê. Luan, livre, cabeceou no travessão. Tanto que os vascaínos, em maior número do que os tricolores no estádio, vaiaram no fim do primeiro tempo e xingaram o presidente Eurico Miranda. 

Na volta do intervalo, Cristóvão fez duas substituições para tentar arrumar o meio de campo e dar mais força ao ataque: Guilherme Costa e Ederson nos lugares de Escudero e Eder Luis. 

E em menos de dez minutos o Vasco criou mais do que em 45. Guilherme Costa e Thalles, dentro da área, finalizaram. A primeira explodiu na zaga, enquanto a 
segunda passou perto do travessão. E o jogo ficou franco, com chances para os dois lados em sequência. Diego Cavalieri e Martin Silva passaram a ser protagonista, com defesas difíceis. Lucas desperdiçou chance para matar o jogo, após jogada de Gustavo Scarpa. 

Depois da parada para hidratação dos jogadores, aos 20 minutos, o clássico viu a intensidade cair. O físico pesa em início de temporada. Mas o Flu teve fôlego para matar o clássico em contra-ataque puxado por Scarpa. Marcos Júnior, que havia entrado pouco antes, tocou com categoria, aos 36. E o placar poderia ter sido até mais elástico, já que o Tricolor acertou uma bola na trave. 

 

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte