Publicidade
         
      
         
Leilão Pró Vida acontece em Junho
Renda será revertida para Hospital do Câncer de Barretos
09:53   22 de Fevereiro, 2017 - Fonte: Jornal Mato Grosso do Norte

Edemar Savariz
Mato Grosso do Norte

Há 14 anos que o Leilão Pró Vida, em prol ao Hospital do Câncer de Barretos, é realizado no município de Alta Floresta. Este ano será em nova data, dia 11 de junho, no tatersal de leilões do Sindicato Rural no Parque de Exposição. Um evento beneficente com o objetivo de salvar vidas. 
Júnior Medeiros, da Alta Leilões, está à frente da organização do evento na edição 2017. Para Junior é importante a participação de toda a sociedade para o sucesso do leilão. “Já foi realizado o lançamento e vamos fazer a 14ª Edição do Leilão Pró Vida. Toda a doação e arrecadação será revertida para o Hospital do Câncer de Barretos”, disse Medeiros.
O organizador diz que Alta Floresta é destaque nacional na realização do Leilão Pró Vida. “Sem dúvida, isso é mérito de quem plantou essa ideia maravilhosa há 14 anos atrás e também não seria possível sem o apoio de toda a sociedade. O município tem o mérito de estar em primeiro lugar em arrecadação. É uma causa muito justa a contribuição com o Hospital do Câncer. Outro aspecto é a seriedade de como é feito o leilão, a transparência de como é realizado e, principalmente, pela forma e pelo amor que  o hospital do câncer de Barretos demostra aos pacientes da nossa região”, disse Medeiros.
Para a comissão organizadora, a meta principal é a realização do evento. “A questão financeira e a quantia de animais serão consequências do nosso trabalho. O ano passado conseguimos reunir 830 cabeças de bovinos. Nesse ano, com trabalhos e sem medir esforços, nós esperamos que seja melhor que nos outros”, disse Medeiros.

Conforme Júnior, o lançamento do evento foi um sucesso e agora começa a arrecadação das doações dos bovinos. “Para as pessoas que tem interesse em colaborar com o leilão estaremos, já no próximo mês, com stand em frente à igreja matriz, no centro de Alta Floresta, onde vamos ter uma pessoa apta para receber e atender quem quiser contribuir com esta causa nobre”, informa. 
Júnior conta que também terá pessoas nas comunidades rurais aptas para receber as doações e após ser concluído esse processo será organizado a buscas desses animais que serão destinados ao leilão. 

 

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte