Publicidade
         
      
         
Você está exagerando no açúcar?
açúcar é tão vilão que seu consumo deve ser completamente evitado para crianças
11:09   22 de Fevereiro, 2017

O açúcar, um caso de amor e ódio. Comer alimentos com açúcar é sempre uma delícia e a sensação de prazer que ele proporciona nos faz sentir no céu. Mas o açúcar, principalmente se consumido em excesso, é a causa direta de muitas doenças atuais. Obesidade, diabetes e pressão alta são apenas alguns dos problemas causados pela ingestão de açúcar, que está escondido em diversos alimentos industrializados.
 O açúcar é tão vilão que seu consumo deve ser completamente evitado para crianças de até dois anos de idade.
Mas, como saber se a quantidade que você anda consumindo é demais? Veja indicativos de que talvez seja melhor você diminuir no açúcar:
1. Você constantemente precisa comer coisas doces 
Quando mais açúcar você come, mais você precisa dele.
2. Você se sente lento ao longo do dia 
Tudo o que sobe, desce. A ingestão de açúcar causa um aumento da insulina e a diminuição também causa uma espécie de quebra de energia no corpo.
3. Sua pele não para de rachar 
O pico de insulina no sangue pode causar uma cascata hormonal que pode se manifestar em acne ou rosácea, afirma a médica do Instituto de Cirurgia a Laser Dermatologica, Rebecca Kazin.
4. Você sente mais alterações de humor do que o normal 
A quebra de energia que você sente por causa da falta de açúcar pode causar oscilações de humor.
5. Você está engordando 
Excesso de açúcar implica em exceso de calorias.
6. Você está tendo mais cáries 
Todo mundo sabe que açúcar pode aumentar a proliferação de bactérias e, com isso, ter mais cáries.
7. Sua mente tende a ficar confuso, especialmente após as refeições 
Este sintoma é bem comum nas pessoas que sentem queda de açúcar no sangue.
8. Nada tem mais gosto doce como antes 
Comer muito açúcar bombardeia suas papilas gustativas, o que causa tolerância, então você precisa de mais açúcar para satisfazer sua vontade.

 

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte