Publicidade
         
      
         
Lucas do Rio Verde: Ciclistas de Alta Floresta participam do Desafio da Brutalidade Máxima
As disputas foram divididas em três percursos, sendo de 50, 100 e 200 quilômetros
11:20   06 de Março, 2017

Alta Floresta foi muito bem representada no Desafio Brutalidade Máxima, de mountain bike, na cidade de Lucas do Rio Verde. As disputas foram divididas em três percursos, sendo de 50, 100 e 200 quilômetros.
Para o atleta Roni Anderson da Silva Almeida, o município foi muito bem representado. 
“É uma corrida difícil. Com quase duzentos atletas do estado de Mato Grosso. Nós treinamos bastantes, para chegar entre os primeiros colocados e temos certeza que Alta Floresta foi muito bem representada nesta disputa”, disse Roni.
Quatro atletas do município competiram no maior percurso que são 200 quilômetros entre estrada de chão e asfalto. “É um desafio pessoal, não terá premiação para os primeiros colocados, mas é um desafio e o pessoal quer chegar na frente. A corrida será cronometrada e todos querem fazer no menor tempo possível”, complementa.
Para o atleta Adolfo Camilo Cavalcante que competiu nos 200 quilômetros ficou muito otimista com a participação e o nível dos atletas de Alta Floresta. “Estamos treinando a mais de três meses e aprimorando nossa condição física para encarar este desafio em Lucas do Rio Verde e representar Alta Floresta a altura. Todos os atletas que participaram tem treinado bastante. Nós temos rodado entre 350 a 400 quilômetros por semana”, disse Camilo.
No final da corrida muita comemoração e entusiasmo para os atletas de Alta Floresta. Claudio Marzo Marzo chegou em 6º lugar no percurso de 200 quilômetros. Roni chegou na 7ª posição e Adolfo Camilo chegou em 3º Lugar. No percurso de 100 quilômetros José Vitor de apenas 15 anos chegou em 4º lugar.

“Estamos felizes com o resultado e a superação de todos os atletas que participaram deste desafio. Também é muito emocionante ver o crescimento do ciclismo em Alta Floresta. A gente via apenas um pequeno grupo pedalando, hoje já são várias pessoas que adotaram esse esporte e que estão competindo em diferentes categorias”, complementa Camilo.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte