Jornal MT Norte
Publicidade
         
      
         
AMA realizará 2ª Caminhada de Conscientização ao Autismo
Autismo não tem cura, mas tem tratamento. Quanto mais precoce for detectado, melhor para a qualidade de vida da criança ou adolescente
08:59   13 de Março, 2017 - Fonte: Jornal Mato Grosso do Norte

Cátia Brito
Mato Grosso do Norte

A Associação de Amigos do Autismo de Alta Floresta – AMA/AF - realizará no dia 1 de abril a segunda edição da "Caminhada de Conscientização ao Autismo”. A concentração acontecerá na praça da igreja matriz às 7h30min e a saída será pela Avenida Ariosto da Riva, com entorno na esquina da antiga Fábrica e retorno para a igreja matriz pela Avenida Ludovico da Riva Neto. Um percurso curto que possibilitará a participação de toda a família. Camisetas do evento estão sendo vendidas à R$ 35 e os pedidos podem ser feitos na Loja Encantada.

e da associação, explica que a AMA/AF surgiu a partir de um grupo de estudos formados por professores da rede municipal de ensino, com a participação de profissionais da rede estadual, por intermédio da Dr.ª Roanita Fátima Souza de Britto Redondo, mentora destes grupos de estudo. 
“Haviam muitos laudos, muitas crianças com diagnósticos de autismo na época e por isso os professores viram a necessidade de se capacitar para poder trabalhar com estes alunos em sala de aula, estes grupos foram crescendo e surgiu essa necessidade e vontade de criar a associação para formalizar estes estudos, provocar o poder público e criar políticas públicas voltadas para este público”, disse Laila.
Em novembro de 2015 foi realizada uma assembleia onde foi definido a criação da AMA/AF. Alta Floresta e Cuiabá são as únicas cidades do estado com associações voltadas para este público.  
Laila disse que atualmente a associação está realizando campanhas e mobilizações sobre o assunto para minimizar os impactos do preconceito ao autismo. “O autismo é uma síndrome que é pouco conhecida, afeta a linguagem e o comportamento.É muito importante procurar um profissional para dar o diagnostico. O autismo não tem cura, mas tem tratamento, então quanto mais precoce for detectado, melhor para a qualidade de vida desta criança ou adolescente”, explica Laila.
Sobre as formas de tratamento, Laila explica que “o autismo pode ser manifestado de várias formas.Por isso é importante consultar um profissional, ele irá identificar quais as terapias serão mais adequadas para o caso”, finaliza.
Alguns sinais de autismo – Brinca ou usa brinquedos de forma incomum; Dificuldade de se relacionar com pares da mesma idade; Choro ou risadas inapropriadas; Hiperatividade ou passividade; Sensibilidade a alguns sons; Fala com dificuldade ou ausência de fala; Apego a objetos diferentes; Dificuldades em lidar com alterações de rotina; Falta de consciência de perigo.
Palestras – Serão realizadas no dia 8 de abril, no auditório “Mulher Virtuosa” da Igreja Presbiteriana Renovada a partir das 8 horas as palestras “Autismo, Neuroplasticidade e Intervenção Precoce” com a neurologista, Dr.ª Rosana Kotechi e “Autismo de Integração Sensorial” com a terapeuta ocupacional, Dr.ª Carmem Stropa. Interessados entrar em contato através do telefone 66 99236 7332 ou pelo e-mail amaaltafloresta@hotmail.com. Vagas limitadas.

 

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte