Publicidade
         
      
         
No Canadá, prefeito Asiel negocia investimentos para Alta Floresta
Essas viagens que fiz a Alemanha e agora ao Canadá têm como objetivo viabilizar a abertura de novas vagas de trabalho
10:46   15 de Março, 2017

O prefeito de Alta Floresta, Dr. Asiel Bezerra (PMDB) foi um dos integrantes da missão mato-grossense que integrou, na última semana, de uma viagem ao Canadá, para participar do PDAC, maior feira internacional sobre mineração em Toronto. O prefeito tem boas perspectivas pelos contatos mantidos com empresários do setor, em relação a investimentos a serem feitos pelo Governo Federal em mineração nos próximos anos e pela iniciativa privada. 
No encontro, a comitiva matogrossense se reuniu com o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, que assegurou investimento por parte do governo federal no setor de mineração. “A mineração é fonte de recursos para o país”, disse o prefeito, citando que a agricultura, que está entrando em larga escala na região, é o carro chefe, seguido do setor de mineração. 
A mesma garantia de investimento foi dada pelo secretário de Desenvolvimento de Mato Grosso, Ricardo Tomczik. Em conversa com os membros da comitiva, Tomczik revelou a intenção do governo em regularizar a atuação dos pequenos mineradores, os garimpeiros. Organizados em associações ou cooperativas, eles terão apoio para desenvolver suas atividades.
A organização impediria cenas comuns que aconteceram há pouco tempo em áreas de garimpo, como a inutilização de máquinas e equipamentos. Municípios da região norte, como Alta Floresta e Peixoto de Azevedo, já contam com cooperativas. A do município vizinho tem cerca de 5 mil integrantes.

Durante a feira no Canadá, Asiel teve conhecimento da intenção de uma empresa em prospectar ouro em Alta Floresta e região. Segundo o prefeito, a empresa, que atualmente atua em Cacoal, Rondônia, mostrou interesse de investir cerca de R$ 300 milhões nos próximos cinco anos. “Ela inclusive já locou um imóvel na avenida do aeroporto”, comentou, sinalizando que as áreas a serem prospectadas estariam localizadas em Nova Canaã, Paranaíta e Apiacás. “A base seria em Alta Floresta”.
Assim como o agronegócio, o setor de mineração surge como interessante fonte de geração de emprego e renda para Alta Floresta e região, tendo em vista a preocupação da administração municipal com a conclusão das usinas hidrelétricas na região.
 “Essas viagens que fiz a Alemanha e agora ao Canadá têm como objetivo viabilizar a abertura de novas vagas de trabalho”, pontuou Asiel Bezerra, revelando que a viagem à Alemanha já começou a trazer resultados práticos, como a recente visita do cônsul Max Krieger.
 “Com o término das usinas precisamos ter atividade econômica pra que Alta Floresta continue desenvolvendo e crescendo”, observou. 

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte