Jornal MT Norte
Publicidade
         
      
         
Aedes Aegypti: Ação vai capacitar voluntários para combater mosquito
Treinamento dos voluntários acontecerá na próxima semana
09:16   24 de Março, 2017

Celso Ferreira Nery
Assessoria 

Uma ação liderada pela Prefeitura Municipal, por meio do Departamento de Vigilância Ambiental, vai capacitar voluntários para o combate ao mosquito Aedes aegypti. O objetivo do projeto denominado ‘Zika Zero’ é manter baixo o índice de infestação do mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus. A iniciativa tem apoio e colaboração da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros.
O treinamento dos voluntários acontecerá na próxima semana e terá cerca de 1 hora e meia de duração na segunda, quarta e sexta-feira no Secitec. Os voluntários serão ‘distribuídos’ em três grupos freqüentando uma das datas destinadas para o treinamento. A capacitação vai orientar as pessoas que se engajarão nessa mobilização sobre as formas de abordagem aos moradores e conscientização sobre os problemas causados pela proliferação do Aedes na comunidade. 

Através de visitas a instituições como Rotary, Lions, lojas maçônicas, igrejas e associações de moradores, o Departamento de Vigilância Ambiental, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros querem conclamar a sociedade a se engajar no combate o mosquito Aedes aegypti. 
Recentemente, durante curso da Defesa Civil em Alta Floresta, membros da coordenação estadual elogiaram o nível de controle de proliferação do vetor da dengue, chikungunya e zika vírus no município, bem abaixo do registrado em outros municípios mato-grossenses, e que foi conseguido graças ao empenho do setor de endemias da Secretaria de Saúde altaflorestense. “Nosso primeiro grande desafio é manter o nível baixo, já que a combinação calor e chuva contribui para a proliferação do Aedes aegypti. Se conseguirmos o primeiro objetivo, o segundo é reduzir ainda mais o índice de infestação e, com certeza, quem ganha é a população de Alta Floresta”, esclareceu o gerente da Vigilância Ambiental Silvio Cardoso.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte