Jornal MT Norte
Publicidade
         
      
         
Grupo de corrida de rua em Alta Floresta motiva esta atividade esportiva
Os encontros são realizados aos sábados às 5h55min em frente a Praça Cívica
10:30   07 de Abril, 2017

Cátia Brito
Mato Grosso do Norte

Que a atividade física é importante para a manutenção da saúde, todos nós sabemos. Apesar das mais variadas opções esportivas a disposição, a corrida é uma das atividades mais praticadas, pois podem ser desenvolvidas tanto em ambientes fechados nas esteiras de academia como ao ar-livre, em parques e ruas.
Visando incentivar a prática do esporte, o grupo de corrida de rua “Floresta Runners”, formado por pessoas que apreciam correr, independentemente de idade, gênero e peso. Os encontros acontecem todos os sábados às 5h55min em frente a Praça Cívica do município. São feitos alongamentos e definido o percurso do dia, que duram em média 50 minutos. 
Daniela Stasch, instrutora de academia e participante do grupo, explica que o horário é estratégico. “O ideal é sairmos às 5h55min para não pegarmos trânsito e sol. A ideia de fazer o grupo surgiuporque correr de madrugada sozinho não motiva tanto, agora se tem um compromisso com mais pessoas você se sente motivado a participar”, disse Daniele.
Toda atividade física deve ser feita com responsabilidade para que a mesma não venha a lesionar ao invés de promover saúde.Por isso, o grupo conta com pessoas capacitadas para dar apoio e orientação.
“A corrida é indicada para pessoas com problemas cardiovasculares, respiratórios e depressão. A atividade física é fundamental pela descarga de hormônios que proporciona a sensação de bem estar, principalmente após os treinos. Quando praticada no período da manhã, proporciona mais disposição durante o dia, justamente por causa desta descarga de hormônios”, explica Daniele.
As corridas são realizadas nas avenidas. “Aimportância de estarmos em grupo é que quanto maior o número de pessoas, mais atenção chamamos e os motoristas prestam mais atenção.Entãoo grupo também auxilia na segurança”, disse Daniele.
Wesley Borges de Lima é um dos fundadores e explica que o grupo opta em fazer percursos em áreas mais planas para que todos possam finalizar o percurso, que em média é de 8 quilômetros. 
“Temos participantes de 13 anos.A ideia é que todos participem, muitos acham que não conseguem, mas acabam surpreendendo a si mesmo. De início não é necessário fazer todo o percurso.Começa com 3 quilômetros, por exemplos, e vai aumentando a distância, semana a semana. Quem prefere andar de bicicleta, pode vir também”, disse Wesley. 

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte