Publicidade
         
      
         
Câmara de Alta Floresta aprova contas de 2015 do prefeito Asiel Bezerra
11 vereadores votaram favoráveis e dois votaram contra
14:58   20 de Abril, 2017

José Vieira do Nascimento
 Editor Mato Grosso do Norte

As contas do prefeito Asiel Bezerra (PMDB), relativas ao exercício de 2015, foram aprovadas pela Câmara Municipal de Alta Floresta em sessão ordinária realizada na manhã desta terça-feira, 16. O projeto recebeu o voto contrário da vereadora Elisa Gomes (PDT) e Mequiel Zacarias (PT). 
O presidente da Câmara Municipal, Emerson Machado (PMDB), afirmou que as contas tiveram apontamentos do Tribunal de Contas (TCE), mas receberam parecer favorável. “Já participei da votação de várias contas e todas tem ressalvas do TCE. Nenhum prefeito consegue ser cem por cento. As conta do prefeito Asiel vieram com apontamentos, o que é normal. O prefeito deve agora corrigir os apontamentosfeitos”, observou.

O vereador Mequiel justificou seu voto contrário a aprovação da matéria, relatando que estudou, também as contas anteriores da prefeitura, e os apontamentos do Tribunal tem sido os mesmos desde 2013. Para ele, a administração deve obedecer o índice de investimento nas áreas de Educação e Saúde e o limite constitucional da Folha de pagamento do funcionalismo.
Para o líder do prefeito na Câmara, Elói Crestani (PMDB) as contas do prefeito receberam parecer favorável do Tribunal e os vereadores foram coerentes em acompanhá-lo. Para ele, os apontamentos feitos pelo TCE, são normais. “Parabenizo os 11 vereadores que votaram a favor do projeto. O resultado desta votação foi o melhor para o município e demonstra o compromisso que os vereadores tem em ajudar o prefeito na administração”, comentou.
Para o líder, a aprovação das contas não isenta o prefeito em fazer os ajustes necessários para adequar a administração aos índices constitucionais. “O prefeito deve promover as medidas para rever o índice em todos os setores da administração, principalmente na saúde, Educação e a questão da folha. Inclusive já está sendo preparado um teste seletivo para a prefeitura priorizar os servidores que forem aprovados”, explicou.
A respeito do prefeito não ter se posicionado a respeito das contas durante sua tramitação na Câmara municipal, Elói esclareceu que Asiel passou por problemas de saúde nas última semanas. “Ele passou por um período de enfermidades, mas está de volta ao trabalho e cumpre agenda em Cuiabá e Brasília”, observou.
O vereador Demilson Siqueira (PSDB) disse que estudou muito o projeto, e decidiu votar a favor da aprovação. Todavia, ele enfatiza que o prefeito Asiel Bezerra deve fazer mudanças na administração, para que os índice determinados pela Legislação, possam ser obedecidos.
“Achei que o certo foi votar favorável e acompanhar o parecer do Tribunal de Contas. Mas o prefeito tem que adequar a administração para atingir os índice de investimento na Educação, que está abaixo do que é determinado por lei, e resolver o limite da folha. Estas questões tem que serem resolvidas”, aponta o tucano.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte