Jornal MT Norte
Publicidade
         
      
         
Botafogo derrota o Bahia
Bruno Silva marcou de cabeça aos 46 minutos do segundo tempo
14:04   28 de Agosto, 2017

O Botafogo entrou em campo contra o Bahia, na Fonte Nova, com o desafio de esquecer a eliminação da Copa do Brasil e se concentrar no Brasileiro. Em um jogo movimentado, com chances dos dois lados, Bruno Silva voltou a ser decisivo ao fazer o gol da vitória de 2 a 1 aos 46 minutos do segundo tempo. Com o resultado, o alvinegro chegou aos 31 pontos e, momentaneamente, assumiu a sexta colocação.
— Tomamos um baque com a eliminação da Copa do Brasil, mas nada como um jogo após o outro. Tudo passa e esse jogo também passa. Temos que sempre pensar no próximo jogo e no próximo dia — disse Pimpão, que deu duas assistências para gols.
Se teve um fator que fez o Botafogo não se esquecer da Libertadores foram as lesões musculares. Carli, Marcos Vinícius e Victor Luís foram substituídos e fizeram lembrar que, em 13 de setembro, há um confronto contra o Grêmio pelo torneio internacional e qualquer baixa será sentida. O caso mais grave é o de Carli, que chorou muito ao sair com dores na coxa esquerda.

Posse de bola alvinegra - O Bahia se ofereceu como um adversário com disposição para atacar e problemas defensivos. As condições fizeram com que o Botafogo tivesse muito a posse de bola. No lugar de Matheus Fernandes, Marcos Vinícius entrou para atuar no centro, com Bruno Silva pela direita e João Paulo. Na lateral-direita, Arnaldo deixou Luís Ricardo no banco e era efetivo tanto no ataque quanto na defesa.
A declaração de Roger no intervalo mostrava que o alvinegro entrou em campo para provar que pode ter um repertório maior, algo cobrado nos confrontos contra o Flamengo.
— A gente sabe que pode fazer um pouco mais. Pode tirar essa imagem de que somos um time que só corre e luta. O time tem suas qualidades também — afirmou o atacante, que marcou seu 14º gol na temporada.
De fato, o Botafogo terminou o primeiro tempo com 62% da posse de bola, mas com 1 a 1 no placar. Aos cinco, em boa jogada de Arnaldo, Roger não conseguiu escorar para o gol aberto. Aos 12, em bola levantada na área por Pimpão, ele deu um toque de cabeça que tirou do alcance de Jean, que tentava se antecipar. 
Num jogo aberto, o Bahia chegava rápido ora com Mendoza, ora com Zé Rafael. Aos 15, Renê Júnior tocou de cabeça para trás em bola levantada na área e enganou Gatito, que estava adiantado. Aos 42, quase o Botafogo marca em jogada de raça de Lindoso, que serviu Pimpão para perder cara a cara com o goleiro.
Chances no fim - No intervalo, Jair Ventura., que já havia perdido Carli com dores musculares, teve que substituir Marcos Vinícius. Marcelo entrou na zaga e Guilherme no setor ofensivo. Aos 30 do segundo tempo, Vitor Luís deixou o campo com dores musculares e Gílson entrou.
Em uma segunda etapa de muita movimentação e faltas fortes dos dois lados, as chances de gols ficaram reservadas para os minutos finais. Aos 46, em boa jogada de Arnaldo, Pimpão recebeu pela direita e cruzou para o meio da área em que Bruno Silva apareceu entre os zagueiros e cabeceou para fazer 2 a 1. Dois minutos depois, em jogada perigosa dos donos da casa, Vinícius bateu cruzado e Rodrigão perdeu o gol sozinho na pequena área. Foi a última chance da partida.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte