Jornal MT Norte
Publicidade
         
      
         
Produção de grãos em MT pode superar 75 milhões de toneladas
Produção mato-grossense de cana pode saltar de19 milhões de toneladas para 25 milhões
13:04   13 de Setembro, 2017

Assessoria
Conab

A produção de grãos em Mato Grosso poderá ultrapassar 75 milhões de toneladas em 10 anos, na safra 2026/2027. No caso da soja, o montante produzido poderá passar de 40 milhões de toneladas e o milho poderá chegar a 35,2 milhões.
As projeções são do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). As entidades explicam que o Estado deve continuar liderando o crescimento na soja e milho, culturas nas quais já é líder no país.
O levantamento, referente a agosto, leva em consideração que a produção de milho pode chegar a 24,9 milhões toneladas na atual safra 2016/2017, valor que em 10 anos aumentaria cerca de 41%. A área plantada do cereal poderá saltar 39%, saindo dos atuais 4,3 milhões de hectares para 6 milhões de hectares.

Levando em consideração a oleaginosa, que deve produzir 30,5 milhões no atual período produtivo, a estimativa é que o aumento em uma década chegue a 34,1%. A área plantada dessa cultura deve aumentar em 36,7%, saindo de 9,3 milhões de hectares para 12,7 milhões.

No caso da cana-de-açúcar, o Mapa explicou que a produção mato-grossense poderá saltar 31,1% em 10 anos, saindo das atuais 19,2 milhões de toneladas para 25,1 milhões. A área plantada deve sair de 276 mil hectares para 359 mil, o que representaria um aumento de 30,1%.
Brasil - A produção brasileira total de grãos poderá chegar a 288,2 milhões de toneladas nos próximos 10 anos, o que representaria um acréscimo de 51 milhões em relação à atual safra, que pode produzir 237,2 milhões de toneladas, o que representaria um aumento de 21,5%.
Nacionalmente, o milho e a soja continuarão puxando a expansão dos grãos até a safra 26/27. A previsão de crescimento da área plantada de todas as lavouras (grãos e culturas permanentes) é de 13,5%, saindo de 74 milhões de hectares para 84 milhões de hectares. Já a área de grãos deve aumentar 17,3% neste período, passando de 60 milhões de hectares para 71 milhões de hectares.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte