Jornal MT Norte
Publicidade
         
      
         
Arrastão ecológico recolhe lixo no rio Teles Pires em Paranaíta
Em menos de três horas, a equipe do Arrastão da Limpeza recolheu tanto lixo que daria para encher a caçamba de um caminhão
11:27   16 de Outubro, 2017

Assessoria

UHE Teles Pires 

A Associação dos Pescadores Esportivos de Paranaíta (Apep) promoveu no domingo (08) a 5ª edição do Arrastão de Limpeza do Rio Teles Pires. A ação contou com a parceria da Usina Hidrelétrica Teles Pires e da Prefeitura Municipal de Paranaíta. 

Os participantes desse arrastão navegaram em barcos motorizados, um trecho de aproximadamente 20 quilômetros ao longo do rio Teles Pires, na região da Balsa do Cajueiro/Fest Praia, em Paranaíta, à procura de lixo descartado de forma incorreta dentro do rio, em canais, ilhas e barrancos.

O vice-presidente da Apep, Otílio Ribeiro, popular Maré Alta, destacou que a iniciativa nasceu da necessidade de conscientizar a população sobre a importância de preservar os recursos naturais e proteger o rio Teles Pires. “É importante multiplicar esse tipo de campanha, porque a conscientização de não sujar a natureza vem de berço. Uma criança que participa hoje desse evento, vai crescer com a consciência de não jogar latinha, papel, garrafa ou qualquer outro tipo de lixo no rio e em locais inadequados”, destacou Otílio. 

Voluntário e membro da Apep, Felix Marin participa desde a primeira edição do evento – “se todo mundo fizesse a sua parte, o rio não estaria com tantos resíduos que poluem o meio ambiente. Quando vou pescar, recolho todo o lixo, até o que não é meu, e levo junto para descartar na coleta de lixo da cidade”, disse.

Em menos de três horas, a equipe do Arrastão da Limpeza recolheu tanto lixo que daria para encher a caçamba de um caminhão. E a surpresa foi encontrar os mais variados tipos de resíduos poluindo o Teles Pires. De freezers à pias de lavar louça, sacolas plásticas, latões, vasilhames de ceva, redes, cadeiras, latinhas, garrafas pet e de vidro, canos e mangueiras utilizadas em garimpo entre outros resíduos foram encontrados durante a ação. A maior parte do lixo foi recolhida nas ilhas, onde as pessoas vão acampar ou utilizam como ponto de apoio de pesca e deixam os resíduos no local. 

A coordenadora do Programa de Educação Ambiental da UHE Teles Pires, Marcileny Miranda, reforçou que o lixo é de responsabilidade de todos. “O lixo descartado no meio ambiente de forma incorreta vai atingir toda a população, porque ele causa poluição e contaminações que não ficam num local isolado, se espalham e acabam chegando até as famílias, afeta a qualidade da água, do ar, dos animais e das plantas. Além disso, todo mundo gosta de ir pescar ou tomar banho e encontrar um ambiente limpo”, concluiu.

Além de apoiar o Arrastão, a Companhia Hidrelétrica Teles Pires tem desenvolvido ações junto aos pescadores e demais frequentadores do rio Teles Pires, em Paranaíta, abordando a temática do descarte correto de resíduos com o intuito de cuidar e preservar o meio ambiente.

Para 2018, a Apep pretende ampliar as ações envolvendo mais parcerias, alunos e demais segmentos da sociedade em prol da preservação dos recursos naturais da região.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte