Jornal MT Norte
Publicidade
         
      
         
PSC Mulher é lançado em Alta Floresta
A empresária Roseli Rampazio é a coordenadora geral do movimento nacional de mulheres do Partido Social Cristão
14:06   23 de Outubro, 2017

Reportagem
Mato Grosso do Norte

Aconteceu na tarde do último sábado, 21, no Plenário da Câmara Municipal de Alta Floresta, Arnaldo Corsino da Rocha, o lançamento do PSC Mulher, movimento nacional de mulheres do Partido Social Cristão. O evento contou com a presença do presidente da casa, Emerson Machado e do vereador Mendonça, além de representantes do partido como o Deputado Federal Victório Galli, da presidente nacional do PSC Mulher, Denise Assumpção, presidente estadual do PSC Mulher, Ester Galli e da coordenadora nacional, Soledady Carrara. 
A presidente nacional do PSC Mulher, Denise Assumpção, parabenizou a organização e a participação das mulheres no lançamento do partido no município. “É uma honra e um orgulho chegar aqui e ver que as mulheres se mobilizaram e conseguiram estar presentes para o lançamento do movimento, ter um público formado quase em sua totalidade por mulheres é raro. Então, não poderia deixar de parabeniza-las”, disse.
Denise explica que o PSC Mulher está sendo representado em quase todos os estados e que o objetivo é fazer com que as mulheres entendam a importância de participarem da política, não só com voto consciente, mas também se dispondo a se candidatar. “Nós queremos despertar as mulheres, fazer com que elas venham e participem da política. Chega de mulheres falando que têm horror de política. Com o PSC Mulher, nós fazemos elas entenderem que a política permeia por todos os cantos de sua casa, com relação a saúde, educação, segurança pública. Tudo é definido por leis e as leis regem o país. Se elas não participam da política, terão que cumprir a lei que vier e se as leis são feitas por representantes pelos quais elas não acreditam, o que eles ditarem vai entrar para dentro de suas casas. Então, por amor a família, ao município e a si próprias, as mulheres precisam participar da política. E esse é o início do nosso movimento.Elas passam a ter este entendimento, essa clareza de que a participação é importante para o progresso do país e o bem-estar de suas famílias”, explica.

A presidente estadual do PSC Mulher, Ester Galli, fala que o movimento é novo no estado, mas que já há representantes em diversos município e agora também em Alta Floresta. “Estamos despertando as mulheres para a política. Cada município há um núcleo com sete coordenadoras, que irão trabalhar em prol de programas e projetos relacionados a mulher. Nosso partido não é envolvido em corrupção, hoje as pessoas têm a visão de que a política é muito suja, mas quem faz a diferença na política é quem está lá.  A política não é suja, quem é sujo é o político e quem colocou ele lá fomos nós, e quem tem o poder de mudar isso também somos nós e se não despertarmos, isso não irá acontecer. Por isso, nós que precisamos ter consciência disso e fazer a diferença na hora de votar”, alertou Ester.
A coordenadora geral do PSC Mulher em Alta Floresta, Roseli Rampazio, está muito feliz com esta conquista para o município e explica que é um novo momento político para as mulheres. 
“É o nascimento desta política virtuosa. Gosto de trabalhar com mulheres e acredito que será muito bom. Por isso quero aproveitar para convidar as mulheres para virem fazer parte do PSC Mulher. Venham fazer parte deste projeto conosco”, convidou.
Após a cerimônia de lançamento foi realizado um coaching especial para mulheres. O núcleo do PSC Mulher em Alta Floresta é formado por Roseli Rampazio (coordenadora geral), Luciana Ragazzi Carneiro (coordenadora de mobilização), Rosangela R. L. Gaudêncio (coordenadora de filiação), Michele F. Alves (coordenadora executiva), Cimone S.Oliveira (coordenadora de eventos), Mirian Gisele da Silva (coordenadora de intercâmbio) e Lucinéia Matos (coordenadora de comunicação). O PSC Mulher foi oficializado em 2008 e conta com aproximadamente 185 mil mulheres filiadas em todo país. 

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte