Jornal MT Norte
Publicidade
         
      
         
Ciclista de Alta Floresta já está há 2 meses na estrada
Messias iniciou o caminho regresso e chega em Dourados nesta segunda-feira
14:10   23 de Outubro, 2017

Reportagem
Mato Grosso do Norte

O herói alta -florestense, José Messias Gomes da Silva, de 62 anos, que realiza uma grande aventura de bicicleta de pelo país, já tomou o destino de volta à Alta Floresta. Nesta segunda –feira, estará chegando em Dourados (MS), depois de 63 dias na estrada.
Ele saiu de Salvador na Bahia em 20 de agosto, passou pelo Espirito Santo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo, Paraná. Agora está fazendo o caminho regresso e já superou metade do trajeto, pedalando em média 100 quilômetros por dia. 
Quando chegar em Alta Floresta entre o dia 18 e 25 de novembro [conforme sua previsão], terá percorrido em sua bike 5.175 quilômetros.
Sua disposição para pedalar continua em alta, apesar dos problemas enfrentados e de dois meses nas estradas, intercalados por paradas em algumas cidades, geralmente para visitar amigos e parentes. 
Segundo o ciclista, a maior dificuldade foi no começo da viagem no Estado da Bahia. Além das estradas estarem péssimas, ele também teve que enfrentar as ameaças e risco de assalto. 
“Dificuldades sempre tem, mas tenho superado e feito uma viagem tranquila. Às vezes o trânsito é muito intenso e não tem espaço na pista para passar de bicicleta. Este é o fato mais complicado da viagem. Cheguei bem em São Paulo, mas tive problemas por causa da poluição e tive que ir ao médico. Mas quando saí de São Paulo não estava sentindo mais nada. Cheguei bem em Curitiba e fiquei 15 dias na cidade, visitando parentes e segui viagem pelo BR- 376 pelo interior do Paraná. A viagem está sendo boa e maravilhosa”, narra Messias. 
Outro problema enfrentado pelo ciclista foi uma distensão muscular próximo à cidade de Mauá, na serra do Cadeado, que é muito íngreme. “Tive que fazer um trecho de 420 quilômetros em 4 dias e forcei um pouco na serra e fiz um estiramento muscular, senti muita dor, mas subi a serra. Em Maringá fiz um tratamento e fiquei bom e segui viagem para Campo Mourão, de onde segui para Mato Grosso do Sul. Vou parar em Dourados e Campo Grande e sigo para Cuiabá”, disse.
Adiantado em sua programação, com base nos cálculos feitos inicialmente para a viagem, Messias disse que está tranquilo e que irá pedalar sem pressa neste resto de percurso. Tem programação de descanso de dois dias em Dourados, dois em Cuiabá e três dias em Sinop.

Além de descansar nas paradas programadas, o ciclista atende a imprensa [pois é procurado em cada cidade para conceder entrevistas para jornal, rádios e televisão] e faz revisão na bicicleta. 
Geralmente faz as refeições nos restaurantes de postos de combustíveis, onde também dorme. Se preocupa muito com a hidratação, através do consumo de água que leva em uma garrafa térmica. Esta é a terceira viagem que Messias faz de bicicleta pelo Brasil. 

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte