Jornal MT Norte
Publicidade
         
      
         
Vereadora solicita revisão de estimativa populacional de Alta Floresta
De acordo com IBGE a população de Alta Floresta está praticamente inalterada nos últimos sete anos
12:28   27 de Outubro, 2017

Reportagem
Mato Grosso do Norte 

A vereadora Aparecida Scatambuli Sicuto, Cida Sicuto (PSDB), solicitou na última semana ao deputado federal Nilson Leitão, sua intervenção junto ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE- para a realização da revisão de estimativa populacional do município de Alta Floresta.
Acontece que o IBGE apresenta a população de Alta Floresta praticamente inalterada nos últimos há sete anos. De 2011 a 2015, a população de Alta Floresta, conforme o IBGE, cresceu apenas 660 pessoas, contrariando dados fornecidos pelo Cartório Dalla Riva, de 2º Ofício, que registrou entre estes anos o nascimento de 4.287 crianças. “Sem mencionar que, conforme dados oficiais, aumentaram os números de crianças matriculadas nas escolas públicas municipais, de automóveis com emplacamento local, além do surgimento de novos loteamentos nos últimos sete anos, e também a instalação de uma grande usina hidrelétrica na cidade vizinha de Paranaíta”, defende a vereadora.
Com isso, as expectativas se frustraram novamente, pois o IBGE anunciou em 2015 a sua anfibológica Estimativa, na qual Alta Floresta figura com 49.991 mil habitantes, faltando apenas nove pessoas para se alcançar 50 mil. 

“A estimativa 2017 do IBGE, é de 50.189 mil habitantes. Importante mencionar sobre os danos com que Alta Floresta vem tendo por causa do erro no número de moradores. Como as informações do IBGE são oficialmente usadas pelo governo, o município não recebe os recursos aos quais teria direito. Neste caso, a administração pública local tem que atender a mais crianças nas escolas e conservar as Unidades Básicas de Saúde com menos recursos. Além disso, esta situação acaba também enxotando investimentos no município, resultando em prejuízos e retenção do crescimento econômico”, disse Cida.
Cida ainda ressalta que acredita que Alta Floresta possui uma população maior que a estimada pelo censo e que isso representa mais vantagens na destinação de verbas federais e estaduais para os municípios. “O que nós vereadores buscamos através da recontagem da população é assegurar mais recursos e benefícios para melhorar a qualidade de vida da população”, finaliza Cida.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte