Jornal MT Norte
Publicidade
         
      
         
Gás de cozinha está 4,5% mais caro
Em Alta Floresta, como o novo reajuste, botijão deve ficar em torno de R$ 130,00
11:32   06 de Novembro, 2017

Agência Brasil

As refinarias aumentaram a partir da 0h deste domingo, 5, os preços do gás de cozinha para uso residencial em botijões de até 13 kg (GLP P-13). O aumento é de 4,5%, em média.
Segundo a Petrobras, que anunciou o aumento na sexta-feira, 3, a causa principal do reajuste é a “alta das cotações do produto nos mercados internacionais, influenciada pela conjuntura externa e pela proximidade do inverno no hemisfério norte”. Ainda conforme a companhia, a variação do câmbio também contribuiu para a necessidade do aumento.
O valor de elevação anunciado é o aplicado sobre os preços praticados nas refinarias, sem incidência de tributos. Como a legislação brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados, o preço para o consumidor dependerá de cada distribuidora e revendedora.

Se o reajuste for repassado integralmente ao consumidor final, o botijão pode chegar a aumentar em média 2%, uma alta de R$ 1,21, segundo os cálculos da companhia – mantidas as margens de distribuição e de revenda e as alíquotas de tributos. 
Ainda de acordo com a nota da Petrobras, o novo reajuste do botijão de gás faz parte da nova política de preços que passou a vigorar em junho deste ano. O último aumento, que impactou o bolso dos consumidores, foi no dia 11 de outubro. A estatal ressaltou que o novo preço não se aplica ao gás liquefeito de petróleo ( GLP ) destinado a uso industrial e comercial.
Segundo balanço da Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustível ( ANP ), neste ano o preço médio do gás de cozinha acumula alta de 15,58%. O valor do botijão passou de R$ 55,74 por unidade em janeiro, para R$ 64,42 na semana encerrada em 28 de outubro.
Este valor é praticado nos grandes centros urbanos. Em Mato Grosso, o valor do botijão de gás de cozinha, no preço de antes do reajuste anunciada no final de semana, já estava acima de R$ 100,00. Em Alta Floresta, o valor era de R$ 125 o botijão. Em Guarantã do Norte, R$ 115. Com o novo reajuste, o valor deve subir para, aproximadamente, R$ 130,00. 
Do mês de junho para cá foram anunciados cinco reajustes para o gás de cozinha, conforme os números abaixo:
Junho: redução de 4,5% no valor do botijão;
Agosto: reajuste de 6,9% no valor;
Setembro: reajuste de 2,2% e posteriormente de 6,9%;
Outubro: reajuste de 12,9%;
Novembro: reajuste de 4,5% no valor do botijão de uso doméstico. 

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte