Jornal MT Norte
Publicidade
         
      
         
Ônibus escolares da zona rural retomam os trabalhos nesta quarta-feira
Trabalhos estavam paralisados desde o dia 3 de novembro
12:50   22 de Novembro, 2017

Reportagem 
Mato Grosso do Norte 

Alunos da zona rural de Alta Floresta podem ter o ano letivo prejudicado pela falta de transporte. Acontece que desde o dia 3 de novembro o transporte escolar das linhas terceirizadas está paralisado por falta de recebimento. 
Segundo a empresa, a prefeitura não fez o repasse do transporte, com isso não teriam condições de fazer as manutenções e continuar atendendo.
Margarete Ferreira, diretora da E.E Boa Esperança, localizada na Pista do Cabeça, explica que 160 alunos dependem do transporte e que apenas um micro-ônibus da frota da prefeitura está atendendo. “Não podemos suspender as aulas, pois não teremos dias para repor. Os alunos das fazendas estão com a vida escolar comprometidas, já é a segunda vez que suspendem o transporte por falta de pagamento para empresa”, explica.

Josele Pacheco, mãe de dois alunos da escola, está preocupada. “Tenho um filho com déficit de atenção, ele precisa de mais de tempo para aprender e agora ele terá mais dificuldades para acompanhar o conteúdo”, lamenta.

A vereadora Elisa Gomes cobra uma solução com urgência deste problema. “Por favor senhor prefeito e senhora secretária de educação. Façam um esforço conjunto e por gentileza paguem essa dívida, resolvam este problema. Se não tem dinheiro para pagar, resolvam de outra forma, coloquem outro ônibus para fazer o transporte. É um absurdo a comunidade ficar prejudicada por falta de planejamento e incompetência de se resolver o problema “, finaliza.
Na manhã desta terça-feira, 21, direção e pais de alunos participaram da sessão ordinária da Câmara Municipal em busca de soluções e no período da tarde se reuniram com representantes da educação no município, com vereadores e o coordenador de transporte escolar. 
Ficou acordado que a prefeitura irá fazer os repasses para a empresa até sexta-feira. Assim, os ônibus voltam aos trabalhos a partir desta quarta-feira, mas se o repasse não for feito, a empresa para novamente.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte