Jornal MT Norte
Publicidade
         
      
         
Prefeito Asiel Bezerra presta contas das ações desenvolvidas em 2017
Prefeito prestou contas do primeiro ano de sua segunda gestão a vereadores
11:44   06 de Dezembro, 2017

Reportagem 
Mato Grosso do Norte

A Câmara Municipal de Alta Floresta realizou nesta terça-feira, 5, no Plenário Arnaldo Corcino da Rocha, a 38ª Sessão Ordinária com a participação do prefeito Dr. Asiel Bezerra de Araújo e sua equipe de governo, que prestaram contas aos vereadores sobre as ações desenvolvidas no primeiro ano da sua segunda gestão.
Asiel explica que não foi possível colocar nem 10% do que foi realizado em 2017 na apresentação, mas que encerra o ano com muitos pontos positivos. "Viemos fazer a apresentação do que fizemos em 2017 para a sociedade. O ano está acabando e com muitos pontos positivos”, disse. 
O prefeito ressalta que a maior dificuldade enfrentada por sua administração este ano foi a financeira, fato que ocorre devido a crise em que o país está passando. “O município depende dos repasses do governo federal e estadual, e o governo federal cortou quase 30% dos repasses aos municípios e aos estados. O estado por sua vez, como também sofreu estes cortes, passou menos ainda para os municípios. Então, nossa maior dificuldade foi financeira, tivemos que dispensar várias pessoas, dispensar muitos serviços que gostaríamos de ter feito, mas não pudemos fazer, mas o balanço final é sempre positivo”, avalia. 

Asiel explica que o planejamento para 2017 foi feito com base em 2016, sem considerar os cortes dos repasses sofridos e por isso tiveram alguns problemas, mas acredita que em 2018 o país voltará a crescer e os repasses não irão mais cair. “Acreditamos que estes repasses vão continuar como estão vindo ou até aumentar um pouco e creio que não teremos dificuldades para vencer em 2018”, disse Asiel.
Para 2018, o prefeito está otimista, o municipio conta com cerca de 18 milhões de reais em emendas e convênios para o próximo ano, resultado das muitas viagens realizadas para Cuiabá e Brasília. “Muitas vezes sou até criticado por viajar muito, mas o prefeito que só fica no gabinete nenhum deputado, senador ou ministro vai lembrar dele e mandar recurso, você tem que correr e buscar. Conseguimos estes resultados, mas agora temos que correr para não perdermos estas emendas, precisamos principalmente manter as certidões sempre em dia e correr atrás, porque senão estes recursos podem parar no caminho. Vamos correr atrás para que realmente venham a acontecer as obras e a população ser beneficiada”, disse. 
“Tivemos pontos negativos, mas os positivos foram muito maiores. Alta Floresta é uma das cidades que mais crescem no país, enquanto o resto do país está decrescendo, nosso município está crescendo. Isso está acontecendo, principalmente, devido a entrada do agronegócio na nossa região. Somos uma das regiões que mais vai crescer e vamos crescer muito. Então, a população deve acreditar em Alta Floresta, pois novas coisas estão por vir, nosso futuro não é bom é brilhante”, finaliza.
Lixo – O prefeito ainda aproveitou para justificar o problema que o município tem enfrentado com a falta de coleta de lixo. “Fui muito indagado sobre a coleta de lixo, o problema é que temos apenas quatro caminhões de coleta de lixo e só um - que adquirimos na gestão passada - é seminovo. Os outros tem em torno de 30 anos de uso e você arruma o caminhão cedo e a tarde já está quebrado. Por isso estamos passando por essa dificuldade. Não temos orçamento para fazer uma licitação este ano, mas em janeiro estaremos fazendo a licitação, e  iremos adquirir dois caminhões novos ou seminovos e assim resolver de vez este problema”, justifica.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte