Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Vereador cobra providência urgentes para lixão seco de Alta Floresta
O lixão seco de Alta Floresta está em situação de abandono e vereador Mequiel cobra solução do poder público
12:20   13 de Dezembro, 2017
23b97a669dbb72d4307fb2c0c7d02275.jpg

Reportagem
Mato Grosso do Norte

O vereador Mequiel Zacarias (PT) afirmou que procurou o Ministério Público para cobrar providências com relação ao Lixão seco de Alta Floresta, que se encontra em situação de abandono, sem fiscalização por parte do poder público. 
Segundo ele, o lixo invadindo a vicinal 1º Norte e causando grandes transtornos aos moradores das adjacências, que são obrigados a conviver com a sujeira e o mal cheiro. O local é destinado ao recolhimento de lixo seco produzido no município. 

Todavia, o vereador disse que foi orientado pelo promotor de justiça a fazer uma denúncia por escrita, ilustrada com fotos do lixão. “O promotor me pediu para fazer fotos e registar com documentos. Visitei o local e conversei com os moradores e vamos produzir uma ata com os relatos. Também. E eu pediu para que o promotor visitasse o lixão para constatar a situação em que ele se encontra”, disse.
Mequiel enfatiza que a prefeitura municipal deve tomar providências urgentes para resolver a situação do Lixão seco. Segundo ele, os moradores das propriedades que estão próximas estão expostos à várias complicações, como muitas moscas e acúmulo de água nos dejetos depositados no local, que podem se transformar em criadouros do mosquito que transmite a dengue.
O parlamentar não descarta pedir a interdição do Lixão seco a Promotoria de Justiça se não houver uma solução imediata para corrigir o problema. “É uma ação que requer urgência e esperamos”, enfatiza.
Conforme o vereador, constantemente é colocado fogo no lixo que é jogado no lixão. Segundo ele, além da fumaça que agride a saúde dos moradores e ao próprio Meio Ambiente, um morador já perdeu um trator com o fogo que invadiu a sua propriedade. 
Protesto -  No domingo os moradores realizaram um protesto, cobrando dos órgãos competentes, medidas para corrigir o descaso que vem ocorrendo no lixão seco. O local foi fechado durante o dia e até os caminhões da prefeitura foram impedidos de jogar lixo no local. 
Os moradores cobram providências urgentes, pois dizem que não suportam mais conviver com a grande quantidade de moscas, mal cheiro e outras situações que ocorrem devido aos desleixo a que é relegado o local.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte