Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Ex-governador se diz preocupado com MT
Espero que gestor não cometa mesmos ilícitos que eu
13:01   17 de Janeiro, 2018
4f2fb56f9ba43d8ea28736103761e922.jpg

Reportagem
Mato Grosso do Norte

Em declaração à imprensa nesta terça-feira, o ex-governador Silval Barbosa, disse que está arrependido de ter praticado atos de corrupção em seu governo e afirmou que espera que nenhum governador do Estado cometa os mesmo atos ilícitos que ele. 
A declaração foi dada em frente à Controladoria Geral do Estado (CGE), em Cuiabá, antes do depoimentos sobre seu envolvimento com cerca de 100 empresas que teriam pago propina em sua gestão. 
“Hoje me preocupo com Mato Grosso, me preocupo com a população. Me preocupo com que aqui tenha um gestor que faça uma boa gestão. Que não cometa ilícitos, como eu cometi com mais pessoas, infelizmente”, disse.
“Me arrependo de tudo o que fiz, mas estou colaborando com a justiça em todas as instâncias”, assegurou. 

“Estou preocupado em colaborar com a justiça, em relatar os fatos. Não quero fazer calúnia contra ninguém. Cada um assume a responsabilidade. Se vai refletir na eleição ou não, não estou preocupado”. 

O ex-governador foi condenado a 13 anos por envolvimento em organização criminosa, concussão e lavagem de dinheiro. 
Criticou - Silval Barbosa afirmou, na oportunidade, que encerrou sua gestão em 2014 com o pagamento dos salários dos servidores em dia, apesar de uma arrecadação menor que a obtida pela atual administração.
 Segundo ele, o orçamento em sua gestão era de pouco mais de R$ 13 bilhões, que foram suficientes para quitar a folha de pagamento em dia e realizar o pagamento do 13º salário também em dia, além de “entregar” o Estado sem débitos com servidores ou com os Poderes.
“Paguei dia 27 de dezembro de 2014 todos os servidores e o orçamento que executei em 2014 foi R$ 13,8 bilhões. Hoje arrecada quase R$ 20 bilhões e não está honrando com servidores e com os repasses aos Poderes, que são constitucionais”, disse.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte