Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Câmara aprova RGA para servidores
Reposição foi de 2. 07% com base do índice do INPC
12:12   26 de Janeiro, 2018
c1f0c4d1749e9098cc29765aa645dbbe.jpg

Reportagem
Mato Grosso do Norte

A Câmara Municipal aprovou em sessão extraordinária realizada na manhã de ontem, a Revisão Geral Anual- RGA- para os servidores do município e servidores do IPREAF- Instituto de Previdência de Alta Floresta. O percentual aprovado foi no valor de 2.07% de recomposição, valendo para a folha de janeiro. Os projetos seguem para sansão do prefeito.  
A matéria foi dividida em dois projetos complementares. O projeto de lei de número 1948/2018, recebeu uma emenda que suprimiu a aplicação de RGA para prefeito, vice-prefeito e secretários municipais. 
Os vereadores decidiram retirar o benefício para o prefeito, vice e secretários para evitar desgaste para a administração. Para a vereadora Elisa Gomes (PDT) diante da situação de crise do município, em que o salário dos servidores da saúde está sendo pago com atraso, não seria o momento para beneficiar o prefeito, vice e vereadores com RGA. “Em comum acordo dos vereadores, retiramos o artigo 3 do   projeto, retirando o benefício para o prefeito, vice e secretários, da mesma forma como aconteceu com os vereadores que abriram mão do RGA”, observou a vereadora.

 

Para o diretor financeiro do SISPUMAF, Edimar Silva, a reposição acompanhou o índice do INPC. Para ele, diante da situação de crise da prefeitura, foi o que foi possível a categoria conseguir nas negociações com o executivo municipal.
Salários - Para o diretor financeiro do SISPUMAF, o que preocupa a categoria é o atrasado salarial, principalmente para os servidores da secretaria de Saúde. Somente nesta quinta-feira, foi concluído o pagamento de alguns servidores.
Para discutir a situação, ele disse que o Sindicato irá realizar uma Assembleia nesta sexta-feira, 26, para discutir o problema. “Vamos debater o que iremos fazer diante do atraso salarial dos funcionários da Saúde. A direção do Sindicato irá fazer o que a categoria decidir. Se for para fazer movimentos, paralisação ou até greve, vamos fazer. Os servidores dependem do salário e o atraso causa impacto na vida destas pessoas”, assegurou Edimar.
Para vereadora Elisa Gomes, a administração precisa priorizar o pagamento dos servidores. Ela disse que tem feito diversas reivindicações aos secretários de saúde, Adonis Sampaio e de finanças, Creomar Camilo, cobrando uma solução urgente para este problema.
Conforme ela, o atraso causa transtornos para os servidores que tem seus compromissos e acabam pagando suas dívidas com multas e juros 
"Muitos servidores dependem do salário para por comida na mesa. Quem arca com os juros das contas atrasadas? Esperamos que esta questão seja resolvida”, disse. 

 

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte