Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Vereadora Edileusa tem mandato cassado por compra de votos
TRE fará recontagem dos votos das eleições proporcionais em Guarantã do Norte
20:03   23 de Fevereiro, 2018
203bb93e2fefb2fd112f914cc278f928.jpg

José Vieira do Nascimento
 Editor MT Norte 

Cumprindo ordem judicial do juiz eleitoral da 44ª Zona Eleitoral de Guarantã do Norte, Dr. Diego Hartmann, a mesa diretora da Câmara Municipal de Guarantã do Norte, através de seu presidente, Celso Henrique (PDT), publicou decreto Legislativo, decretando a perda de mandato da vereadora Edileusa Ribeiro (PMB), nesta quinta-feira, 22. 
A vereadora foi condenada em segunda instância por compra de votos e abuso de poder econômico na eleição de 2016, quando estava em campanha para seu sétimo mandato de vereadora em Guarantã do Norte.
Em uma reunião com fiéis de uma igreja evangélica, Edileusa prometeu a doação de casas populares em troca de votos, sendo flagrada em uma gravação.   
Também foi condenada a pagar multa de R$ 20,2 mil, e teve os direitos políticos suspensos por oito anos, além da perda imediata do mandato atual. A partir desta quarta-feira, Edileusa não é mais vereadora, após 25 anos de mandato na Câmara Municipal de Guarantã.
O presidente da Câmara Municipal de Guarantã do Norte, disse à Mato Grosso do Norte que está seguindo a determinação do juiz eleitoral. “Eu acabei de assinar a exoneração dela. E a vereadora já foi comunicada para desocupar o gabinete e entregar a chave”, disse ele no início da tarde desta quinta-feira.

Todavia, Celso ainda não sabe quem irá assumir a vaga deixada por Edileusa. “Ainda não sei quem vai assumir porque tem os cálculos do TRE. Como os votos delas foram anulados, será feito a recontagem dos votos das candidaturas proporcionais”, disse ele.
Com a cassação de Edileusa o resultado das eleições proporcionais de Guarantã do Norte, mudará para quem foi eleito por média de votos. A decisão do Tribunal Regional Eleitoral sobre a recontagem, já foi publicada no diário oficial da justiça. A recontagem será na próxima segunda-feira, na 44ª Zona Eleitoral de Guarantã do Norte, às 9hs. 
Somente após a recontagem, o TRE anunciará o nome do vereador, ou vereadora que assumira a vaga deixada por Edileusa. 
Aos 62, Edileusa Ribeiro é a política com maior número de mandatos em Guarantã do Norte. Estava em sua sétima legislatura. 

 

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte